10 de fevereiro de 2022

3 autores que não leio mais

    Olá meu povo, como estamos? Durante a vida, é comum que nossos gostos mudem. Coisas que eram nossas favoritas de repente deixam de ser. O que passávamos longe, passa a ser mais frequente em nossa rotina. Isso acontece em todos os setores e, com o literário, não poderia ser diferente
3 autores que não leio mais
Foto: Divulgação/Pixabay

    Desde que me tornei leitora, percebi que meus gostos literários mudaram bastante. Livros de autores que antes lia até a lista de compras, hoje estão em um lugar especial no meu coração, mas não leria novamente
    Me inspirando no post que vi no Prefácio, hoje trouxe três autores que não leio mais. 

3 autores que não leio mais

1. John Green 

John Green
Foto: Divulgação/Todateen

   O “tio Green” é um autor que fez parte da minha vida por um tempo. Gostei dos livros que li, especialmente ‘A Culpa é das Estrelas’. Mas depois foi notando que as obras dele funcionavam como uma espécie de receitinha de bolo, onde os personagens só mudavam de nome e endereço. 
   Não me arrependo de ter lido os livros dele e fico feliz que ainda faça sucesso entre os leitores. Mas infelizmente não são mais para mim, especialmente pela sensação de ler livro repetido.

2. Anne Rice 

Anne Rice
Foto: Divulgação

   Sim, você leu o nome dela mesmo. “Mas Hanna, você sempre cita essa mulher como a autora mais incrível do universo, que te trouxe para o mundo da literatura de vez. Tá maluca?!” 
   A autora vai ficar para sempre no meu coração. Todos os livros publicados sobre ‘As Crônicas Vampirescas’ estão na estante e vão ficar por bastante tempo, aliás, pois tenho grande amor. 
   Mas ela tem um estilo de escrita que que hoje não me atrai mais, infelizmente. Enquanto ela trazia livros extremamente detalhados, com descrição até da direção do vento, se deixar, hoje estou mais na vibe dos livros mais rápidos e objetivos. 
   Até comprei os últimos livros que ela lançou antes de falecer e não li até hoje, por conta disso. Pode ser que um dia eu leia, por isso não passei a frente. Mas hoje, não.    

3. Augusto Cury 

Augusto Cury
Foto: Divulgação

   Conheci a escrita do autor ainda durante o pré-vestibular. Minha professora de Redação falava dele com tanta paixão, que acabei comprando um de seus livros, O Futuro da Humanidade – A Saga de Marco Polo
   Lembro que até fiz a resenha dele aqui no Mundinho, anos depois de ter lido… umas três/quatro vezes. Seus livros tem a marca de serem profundos e tocarem em feridas emocionais que normalmente não queremos lembrar. Mas ele faz isso com uma delicadeza impressionante, talvez por ser psiquiatra. 
   Apesar de guardar carinho imenso pela obra, não é um autor que eu procure no momento, especialmente por preferir leituras mais modernas e sem cara de livro de autoajuda.  
   Como viram, são autores que não tenho ranço, nem nada. Todos marcaram um lugar especial na minha estante e na minha vida de leitora. 
   Mas hoje eles não funcionam mais comigo. Ainda assim, caso não conheçam os livros deles, recomendo que deem ao menos uma chance. 
   O que acharam desse formato de post? Tem algum autor que antes lia tudo, mas hoje não se identifica mais com as obras? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui