3 de outubro de 2020

Amantes do cinema | The Post – A guerra secreta

    Olá meu povo, como estamos? Mais uma vez o quadro Amantes do cinema veio com dica de um filme bem interessante: The post, disponível no catálogo Netflix
Netflix | The post - A guerra secreta
Foto: Divulgação

Ficha Técnica: 

Filme: The post – A guerra secreta

Gênero: Drama, Suspense

Ano: 2018

Duração: 1h57min

País: Estados Unidos

Kat Graham (Meryl Streep) é a dona do The Washington Post, um jornal local que está prestes a lançar suas ações na Bolsa de Valores de forma a se capitalizar e, consequentemente, ganhar fôlego financeiro. Ben Bradlee (Tom Hanks) é o editor-chefe do jornal, ávido por alguma grande notícia que possa fazer com que o jornal suba de patamar no sempre acirrado mercado jornalístico. Quando o New York Times inicia uma série de matérias denunciando que vários governos norte-americanos mentiram acerca da atuação do país na Guerra do Vietnã, com base em documentos sigilosos do Pentágono, o presidente Richard Nixon decide processar o jornal com base na Lei de Espionagem, de forma que nada mais seja divulgado. A proibição é concedida por um juiz, o que faz com que os documentos cheguem às mãos de Bradlee e sua equipe, que precisa agora convencer Kat e os demais responsáveis pelo The Post sobre a importância da publicação de forma a defender a liberdade de imprensa.

Netflix | The post - A guerra secreta

  The post conta uma parte de nossa história mundial, que nos faz pensar bastante. Prestes a entrar na Bolsa de Valores e ter ações negociadas em mercado, a dona do jornal The Washington Post se vê numa situação bem difícil: o que é permitido publicar no jornal?
  Isso porque segredos do governo americano sobre a Guerra do Vietnã vazaram e, lógico, viraram notícia. 
  Quem levou esses documentos sigilosos para fora do Pentágono? Quem autorizou a publicação? Era para ser permitido? 
  Questionamentos assim começam quando o The New York Times vence a corrida e publica a matéria em primeira mão. 
   O editor-chefe do The Post não curte muito isso e quer também a oportunidade de dizer que teve uma notícia em “primeira mão”, não ficando apenas com os restos do New York Times. 
  Mas o que era para ser uma corrida entre jornais concorrentes acabou se tornando uma corrida para não serem pegos num processo, já que o governo estava processando New York Times por publicar “coisas proibidas”.
  O problema agora não é quem publica primeiro, mas quem vence o processo nessa briga de gente grande.  
  
Netflix | The post - A guerra secreta
Foto: Divulgação

   Esse filme é um retrato dos anos 1970, quando muita coisa estava em transformação na política e na imprensa. 
   Estrelado por atores sensacionais, vemos um show de atuação e uma história impressionante sendo contada. 
   Aqui, o que começou como uma “disputa por um furo de notícia”, acabou se tornando uma verdadeira união entre jornais, que eram pequenos, mas ganharam destaque e força ao se unirem contra a censura do governo. 
  Os documentos que escaparam do Pentágono eram sigilosos? Então porque deixaram sair do prédio, para começo de conversa? O que tinha ali que a população não podia saber? E porque a população não podia saber do que era usado com o dinheiro arrecadado dos impostos pagos por eles? 
  Com perguntas e mais perguntas, mas sem respostas críveis, o governo lança um processo em massa a todos os jornais e promete massacrar quem insinuar que eles esconderam coisas ou mentiram para o povo. O problema… é que os documentos falam exatamente disso… Nem tem como disfarçar. 
  
Netflix | The post - A guerra secreta
Foto: Divulgação

   Assim, o The Washington Post acaba tendo acesso a tais documentos, mas fica numa sinuca de bico. Afinal, um momento incrível como a entrada deles na Bolsa, pode ser um verdadeiro tiro no pé se tiverem impacto negativo com o processo. 
  Mas, se eles se calam diante disso, o que seria de um jornal grande, que se esconde e não defende a liberdade de imprensa?
  É nessa indecisão que o editor e a dona do jornal ficam, principalmente quando os outros jornais ficam com medo do que estão fazendo com o The New York Times. 
Netflix | The post - A guerra secreta
Foto: Divulgação

   São coisas desse tipo que marcam a História, e os jornais americanos fizeram parte disso. Foi uma trama maravilhosa, que provou que não são necessários efeitos especiais mirabolantes, nem cenas de “tiro, porrada e bomba” apenas que fazem sucesso. 
  Esse é um drama, com boas abordagens e jogadas políticas, que rendeu um filme digno de um prêmio e ainda nos faz pensar no final, com tantas coisas acontecendo em pleno século XXI. 
  Isso porque ainda hoje vemos cenas em que existe censura, disfarçada em nomes “bonitinhos”, para não dizer que estão proibindo que jornais divulguem ao povo o que a gente já sabe muitas vezes, só ainda não era oficial. 
  Não precisa ir muito longe, é só ver algumas das principais notícias que aconteceram nos últimos anos em boa parte do mundo. 
  Ser jornalista é expor os fatos de verdade para o mundo. Mas o quanto isso custa para muitos profissionais? Vale a pena lutar pela liberdade de imprensa? Vale a pena arriscar a carreira para que o mundo saiba a verdade sobre o que é feito ao nosso redor? 
  São essas perguntas que nos vemos fazendo ao longo do filme e terminamos com várias pulguinhas atrás da orelha, questionando várias coisas de nossa História mesmo, e vendo que os anos passam, mas muitas coisas infelizmente não mudaram na sociedade.  
Netflix | The post - A guerra secreta
Foto: Divulgação

  E essa foi a postagem de hoje. Vocês curtem esse tipo de filme? Já tinham visto The post? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui