19 de junho de 2021

Amantes do Cinema | Um contratempo

    Olá meu povo, como estamos? Hoje eu trago a resenha de um filme que existe há um tempinho, mas só descobri no catálogo Netflix esses dias. Estou falando de Um contratempo, um suspense de dar nó na cabeça. 
Um contratempo | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

Ficha técnica

Filme: Um contratempo 
Ano: 2016
Gênero: Suspense, Policial
Duração: 1h50min
País: Espanha
Tudo está indo muito bem para Adrian Doria (Mario Casas). Seu negócio é um sucesso e lhe trouxe riqueza, sua bela esposa teve a criança perfeita, e sua amante está bem com o caso dos dois escondido. Tudo está ótimo até que Doria desperta num quarto de hotel, depois de ser atingido na cabeça, e encontra sua amante morta no banheiro, coberta com um monte de notas em euros. Pior, o quarto é trancado por dentro e não tem nenhuma maneira de entrar ou sair. Com tudo o que construiu desmoronando aos seus pés, Doria recorre a melhor advogada de defesa da Espanha, Virginia Goodman (Ana Wagener), e eles tentam descobrir o que realmente aconteceu na noite anterior.
Um contratempo | Netflix

    Adrian Doria é um magnata de uma empresa de tecnologia espanhola. Sua vida está maravilhosamente bem, esposa linda, uma filha saudável e fofinha, a empresa está para abrir capital e gerar mais riqueza… 
    Tudo ia bem até que ele se vê em uma cena de crime. Sua vida perfeita é revelada ao mundo, quando sua amante é descoberta morta num quarto de hotel, sendo ele o único suspeito. 
    Adrian diz ser inocente, e que tudo foi armado para ele, pois alguém queria que sua empresa fosse envolvida num escândalo. O que funcionou bem, pois sua esposa descobriu e o largou. 
   Ele continua alegando que é inocente, embora seja o único suspeito no hotel, já que nenhuma testemunha viu viva alma entrando ou saindo desde que tudo aconteceu. 
   Assim, sua empresa contrata Virgínia Goodman, a melhor advogada de defesa do país, para lhe tirar dessa enrascada e saber o que de fato aconteceu. 
Um contratempo | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix
  Estava eu zapeando pelo catálogo Netflix, quando vi esse filme na lista de “em alta”. Eu já conhecia o trabalho de Mario Casas, por causa de O inocente, então sabia que seria um bom investimento de tempo ver o filme. 
  E não estava errada… Mario Casas é um ótimo ator (além de lindo demais 😍), que interpreta o Adrian, o único suspeito da morte de sua amante. 
  Virgínia quer montar a defesa de Adrian, então pede que ele conte o que aconteceu no hotel. Aí, vamos tendo vários flashbacks, da versão dele, contando sua versão de inocente da história.  
   Mas como uma história pode ter vários lados, depende de quem conta, aos poucos, vamos percebendo bem isso ao longo do filme. 
    Cada pequeno detalhe, cada pessoa, cada segundo é importante. Pensando assim, voltamos a vários e vários flashbacks da mesma cena, com ângulos diferentes. E cabe ao telespectador saber o que é verdade e o que é mentira. 
Um contratempo | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

    Adrian é mesmo inocente? Ele está mentindo? Realmente ele tinha uma amante? O que eles escondiam do mundo? 
    Aos poucos, o mistério vai se desenrolando e eu fui ficando, literalmente, com um nó na cabeça. Já não sabia mais quem era culpado e nem quem era inocente. 
   Isso porque Adrian tem muitos mistérios. Assim como todos os outros personagens. Então todo mundo pode ser culpado, inocente… ou delirante… 
   O tempo todo me perguntava o que realmente tinha acontecido, e sempre era feita de trouxa. Nenhum personagem é confiável, pois pode mentir o tempo todo, o que me fez de trouxa o tempo todo também.
   Apesar do final ser crível, ele é meio aberto, o que te deixa também com a pulga atrás da orelha, para saber o que aconteceu depois. 
  Apesar de não curtir finais assim, confesso que se encaixou muito bem aqui, pois não imaginaria um filme assim com um final fechado e pronto.  
   Foi uma ótima descoberta, especialmente porque não sou muito de ver obras espanholas. O elenco é pequeno, mas espetacular. O que mostra que não precisa de muita gente para se fazer um bom filme. 
   Assim como o elenco, a fotografia está fantástica, mostrando parte da natureza europeia, que é linda por sinal. 
Um contratempo | Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

   Por ser um filme de suspense, não tem muitos efeitos especiais fantásticos, na verdade ele é mais sombrio, o que combina muito bem com o tema abordado, além de deixar o filme um tanto mais calmo em boa parte dele, o que em momento algum, foi ruim. Muito pelo contrário. 
   Gostei bastante de como tudo aconteceu e me senti vendo a adaptação de um dos casos de Poirot, sem o Poirot, não sei se me fiz entender. Mas foi bem assim que me senti… (rsrsrs)
   Mas ainda assim foi uma sensação boa, pois me senti uma detetive, tentando saber o que tava acontecendo ali. 
  E fui criando várias teorias junto com os personagens. O que foi uma ótima experiência e recomendo o filme. Foi uma grata surpresa. 

   E aí, já conheciam esse filme? O que acharam? 
  

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui