14 de abril de 2020

Freud

   Olá meu povo, como estamos? Hoje vou falar de Freud, uma das séries que estrearam no catálogo Netflix em 2020, e que consegui maratonar durante a quarentena.

Freud
Foto: Divulgação 


Ficha técnica

Série: Freud

Ano: 2020

Temporadas: 1 (em produção?)

Episódios: 8

Gênero: Drama, Policial, Suspense

Cidade de Viena, século XIX. Sigmund Freud é um jovem psicanalista que tem visto suas teorias revolucionárias enfrentarem uma forte oposição de seus colegas do meio. Mas as coisas começam a mudar quando ele se une a uma vidente e a um detetive de polícia para investigar um serial killer.

Freud

   Você pode não ser expert em psicologia, mas certamente já ouviu de alguém, ou leu em algum lugar a famosa frase “Freud explica”. Isso porque ele é uma das maiores figuras dentre os pensadores do século XIX, com textos revolucionários para a época, sobre a mente humana.
   A série da Netflix buscou mostrar não o psicanalista renomado, mas o jovem médico, ainda buscando um lugar ao sol na psiquiatria e tentando provar suas teorias.
   Nossa aventura começa quando ele é surpreendido em casa numa madrugada, por um detetive desesperado, pois a vítima de um crime que ele estava investigando ainda estava viva, e ele correu na casa do médico mais próximo que viu.
   Sem querer, Freud acaba se envolvendo na investigação, pois vê nisso uma oportunidade de provar uma teoria, pela qual estava sendo ridicularizado na academia pelos seus colegas e mentores.
   Porém, essa investigação não será fácil, e nesse meio tempo, ele vai lidar com uma teia de mistérios e pessoas perigosas demais. Mas cabe a ele saber até onde quer ir e o quanto aquilo vai lhe ajudar com sua teoria, ajudado por uma moça que se diz médium.
   Confesso que fiquei curiosa e, ao mesmo tempo, temerosa ao ver essa série no catálogo. Eu tive uma pincelada a respeito dos trabalhos de Freud porque sou licenciada em Ciências Biológicas, então tive que fazer a parte pedagógica, onde fui apresentada a vários pensadores em Psicologia da Educação. Mas não era algo que me atraía.
  Mas é um nome que ficou muito famoso, afinal suas teorias revolucionaram um século, com ideias bem avançadas para a época. Ver o que o levou a ter essas ideias era o que me deixava curiosa.
   Mesmo sabendo que tinha a parte fantasiosa da coisa, resolvi dar uma chance… e sinceramente… achei que oito episódios foram muita coisa…

Freud
Foto: Divulgação

   Freud era um jovem médico, embarcando numa área que era bem nova na época, pois os médicos tratavam seus pacientes como se estivessem doentes do órgão cérebro, e nunca sequer tinham pensado que a mente poderia ser algo tratável, sem precisar de remédios convencionais para a época. Essa ideia era muito refutada na comunidade médica e, por isso, Freud era sempre ridicularizado.
   Vindo de uma família de judeus, ele estava noivo e pretendia se casar, mas como quase não era conhecido, a não ser por suas ideias mirabolantes, ele não tinha grana nem para pagar as calças, que dirá sustentar a futura esposa.

Freud
Foto: Divulgação

   Com o detetive, literalmente, caindo de paraquedas na sua porta, ele vê a chance de fazer um estudo de caso, onde a cobaias seriam o responsáveis pelos crimes em série que estavam acontecendo. Só que as coisas não saem como planejado, afinal, quem seriam os criminosos?
   Aí começa uma investigação junto ao detetive, que vai levar a casos inimagináveis, de te deixar com queixo caído.
   Só olhando assim, parece que a série é maravilhosa, e você fica com aquele gostinho de quero mais, né? Mas não é bem assim.
   Depois que comecei a ver a série, algumas pessoas me procuraram e falaram negativamente sobre a série. E acho que entendi o porquê….
   Os episódios são poucos, mas se tornam muitos, pois são muito longos, com quase 1h de duração. Como tem uma parte de drama, para que as coisas aconteçam, temos cenas por vezes arrastadas demais e até desnecessárias. 
   Além disso, com a vidente ali no meio, as cenas começam a beirar o sobrenatural e não sabemos mais o que é real ou mesmo ilusão. Isso acaba atraindo a atenção também de Freud, que vê na moça mais uma cobaia do que uma testemunha dos casos.
   Freud é curioso e inteligente, mas também muito orgulhoso, metido e viciado em cocaína. Isso já lhe confere vários problemas no decorrer da trama e, particularmente, acho que até ele deveria ter sido estudado… Apesar de ser nosso personagem principal, afinal dá o nome à série, ele meio que perde espaço para outros personagens, que acabam ganhando mais destaque no decorrer da temporada.

Freud
Foto: Divulgação/Netflix

   Ninguém é perfeito ali. Ninguém é puramente mocinho ou puramente vilão. Acho que a série mostra o quão podemos nos surpreender conosco mesmo. Será que em algum momento você não tem medo, raiva, rancor, uma mágoa há muito guardada e esquecida? Isso é o que nos faz ser quem somos.
   Lidar com nossos fantasmas pode ser deveras doloroso e Freud vai descobrir isso de várias formas. E são formas que te dão nojo, ranço, raiva e até medo.
   Como é uma série tecnicamente de época, não precisa de efeitos especiais muito elaborados, mas tem um toque meio dark…
   A fotografia é boa e o cenário é lindo, já que se passa na Áustria e parte da Alemanha. Mas ainda acho que certas coisas não precisavam ter acontecido em muitos detalhes, pois perdeu o fio da meada por várias vezes e eu já não sabia mais em que ponto da história estava, ainda mais com episódios alongados assim.

Freud
Foto: Divulgação

  A ideia de contar a história do pesquisador foi muito boa, mas perdeu pontos por terem se perdido no meio do caminho. 😔 Além disso, o final não é muito surpreendente.
  Apesar de fechadinho e eu acho que não teria a necessidade de uma segunda temporada, ele terminou meio jogado e parece que amarraram as pontas de qualquer jeito, pois coisas foram explicadas, mas ficou com um toque bagunçado.
  Gostei da fotografia, gostei da ideia central… mas não daria mais que três estrelas para essa série, infelizmente. Caso queiram ver, recomendo, para que tenham suas próprias opiniões a respeito. Mas não é uma que eu veria novamente… 😌

   Vocês já viram Freud? O que acharam? Já se decepcionaram com alguma série nessa quarentena? Me contem aí, bora conversar!

 

     

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui