16 de agosto de 2022

Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle

    Olá meu povo, como estamos? Hoje temos mais uma edição do projeto #12livrospara 2022, em parceria com os
blogs MãeLiteratura e Pacote Literário. Para o mês de agosto,
o tema era “Literatura Estrangeira”
e o mais votado por vocês foi ‘Histórias de
Sherlock Holmes’, um clássico de mistério, escrito por Sir. Arthur Conan Doyle.

Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

41/24
Livro: Histórias de Sherlock Holmes 
Autor: Arthur Conan Doyle 
Editora: Zahar
Páginas: 350
Ano: 2021 (edição atual)
Skoob Compre na Amazon 


Os últimos casos do detetive mais amado da literatura policial. O livro
reúne os doze últimos casos solucionados pelo mestre de Baker Street publicados
entre 1921 e 1927 pela Strand Magazine: O cliente ilustre; O rosto lívido; A
pedra Mazarin; As Três Empenas; O vampiro de Sussex; Os três Garrideb; A ponte
Thor; O homem que andava de quatro; A juba de leão; A inquilina de rosto
coberto; O velho solar de Shoscombe e Mr. Josias Amberley. Essa edição da coleção
“Clássicos Zahar” traz texto integral e mais de 30 ilustrações originais. A
versão impressa apresenta ainda capa dura e acabamento de luxo. 



Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle



   E lá vamos nós a mais uma série de aventuras do detetive consultor mais
famoso de todos os tempos
. Mas antes, só a título de curiosidade, quando
escrevi minha opinião sobre ‘Os ÚltimosCasos de Sherlock Holmes’, havia dito que era sua despedida da literatura
   Porém,
lendo o prefácio de Conan Doyle agora, percebi que nem ele estava preparado
para esse “adeus”
, já que se despediu dos leitores várias vezes desde então
(rsrsrs).
   De acordo com o próprio autor, o “adeus” do personagem ao público
começou em ‘As Aventuras de Sherlock Holmes’, seguido de ‘As Memórias de
Sherlock Holmes’, ‘A Volta de Sherlock Holmes’ e ‘Os Últimos Casos’. 
   No
entanto, ‘Histórias de Sherlock Holmes’ trazem os oficiais últimos 12 contos,
onde acompanhamos situações aleatórias, trazendo tanto os protagonistas ainda
no auge, quanto já separados, após o casamento de Watson.
   Confesso que achei essa situação engraçada, pois mostra o quanto a
criação de Doyle era querida, ao ponto de ninguém querer o seu fim
   E o autor
acertou em cheio,
já que o personagem acabou se imortalizando e até hoje
conhecemos os casos mais espantosos que ele resolveu, saindo da Baker Street,
n°221B. 
   Se tivesse a capacidade de ver o futuro, talvez estivesse orgulhoso do
legado que deixou no mundo
.
   Como já mencionei anteriormente, os contos são independentes entre si.
Então, podem ser lidos de forma aleatória, ou na ordem, ao gosto do freguês.
Como prefiro ler na ordem, segui assim até o final e minha experiência foi bem
proveitosa.
   Gostei também que Sherlock aparece narrando alguns de seus próprios
casos. Achei interessante que o detetive sempre critica o modo de Watson
expressar os fatos
, porém ele mesmo se vê em seu lugar e percebe a dificuldade
que é escrever um texto cativante para o público



Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna




   Dessa forma, não apenas pude
acompanhar a aventura em si, mas também uma espécie de desabafo do próprio
autor
. Ele mostrou que nem sempre a grama é mais verde do outro lado da cerca e
escrever não é nada fácil, como podemos imaginar em algum momento.
   Isso me deixou mais próxima tanto do personagem, quanto da realidade. Só
hoje, conversando com autores nacionais, percebo o quanto é complicado criar
uma trama convincente, com começo, meio e fim bem feitos. 
   No entanto, isso não
é algo apenas de hoje
, já que até autores clássicos e consagrados passaram pelo
mesmo dilema.


“É uma pena que eu tenha que mostrar minhas cartas ao contar minha própria história. Era ocultando esses elos da cadeia que Watson conseguia produzir seus finales espalhafatosos.”



   E, assim como havia reparado na leitura anterior, aqui também percebi a
relação de amizade e admiração que existe entre Watson e Holmes
. Mesmo já
morando separados, é incrível o quanto se lembram com saudosismo de suas
aventuras.
   Não apenas pela adrenalina em si, mas percebo o quanto um sente falta da
companhia do outro
, mostrando que por trás de toda aquela máscara de homem
arrogante, metido e até ofensivo de Holmes, existe um coração lotado de bons
sentimentos. 
   Apesar de ser suspeita para falar, pois sou fã do personagem, aqui
senti ele bem mais real do que nos livros que já havia lido até o momento
. Isso
rendeu alguns pontos para o detetive, que ganhou mais um espacinho no meu
coração.


Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna




   O mesmo percebi em Watson, o qual está mais velho e cansado, porém não
perdeu a sede de aventura,
nem esqueceu a amizade que tem por seu parceiro de
trabalho. 
   Aliás, muitos desses contos estavam guardados em seu cofre
particular, como se fossem os mais preciosos que já escreveu em sua carreira. 


“Esses sujeitos inteligentes sempre tem um quê de loucura.”



   Então, a impressão que tive era que o médico estava rememorando os eventos
enquanto lia seus tesouros mais valiosos. 
   E, vendo a seleção de aventuras desse
volume, concordo que eram, não os mais valiosos, e sim os mais estranhos pelos
quais já passaram:

 

O Cliente
Ilustre
– Um assassinato envolvendo uma das famílias mais nobres de Londres
está mexendo com o país. Será que o culpado será descoberto?

O Rosto
Lívido
– Um cliente desesperado vê em Holmes e Watson a chance de encontrar
seu velho amigo e companheiro de exército. No entanto, certas coisas seriam
melhores se fossem mantidas em segredo.

A Pedra
Mazarim
– Holmes é convocado a desvendar o mistério do desaparecimento de uma
joia da coroa: a pedra amarela de Mazarim. Contudo, o caso que parecia um roubo
aleatório se mostra um esquema bastante articulado.

As Três
Empenas
– Após tanto tempo separados, Watson e Holmes não poderiam se encontrar
de forma mais inusitada. Inúmeros incidentes estão acontecendo numa casa
chamada Três Empenas. Embora tenham sido convocados a resolver o caso, os
parceiros enfrentarão muitos obstáculos para elucidar o caso.

O Vampiro
de Sussex
– Um homem realiza o sonho do casamento com uma moça do Novo Mundo. No
entanto, ela possui hábitos um tanto assustadores, pelos quais pode pagar caro.
Mas até que ponto seus atos são criminosos?

Os Três
Garrideb
– E se você descobrisse que, para receber uma herança, precisa preencher
alguns requisitos nada usuais? Especialmente quando tem um sobrenome fora do
comum?

A Ponte
Thor
– A esposa de um importante político norte-americano é encontrada morta
na Ponte Thor, próximo à residência da família. A acusada, Miss Dumbar, alega
inocência, porém foi a última pessoa a ver a vítima em vida e tudo aponta para
o contrário.

O Homem
que Andava de Quatro
– O caso bem esquisito do professor Presbury,
um sujeito conhecido e respeitado pelos corredores da universidade. A não ser
pelo fato que anda de quatro e se comporta de modo nada civilizado quando
ninguém está olhando. O motivo? Cabe a Holmes e Watson descobrirem.

A Juba de
Leão
– Holmes, já aposentado, tenta curtir suas merecidas férias em uma
cidadezinha distante. Porém, parece que o mistério lhe persegue, quando uma
morte bem peculiar acontece na sua frente. Todos são suspeitos de matar o pobre
professor de ciências de uma escola próxima. Quem ele teria irritado para
chegar a tal ponto?

A
Inquilina de Rosto Coberto
– A incrível história de uma moça definida
pelas suas próprias decisões do passado. O que será que ela esconde por baixo
do véu e porque decidiu contar fatos sobre si apenas agora?

O Velho
Solar de Shoscombe
– Até onde uma família iria para manter as
aparências, em especial quando tem apostas envolvidas e uma herança em jogo?

Mr. Josias
Amberley
– O misterioso caso de um homem supostamente roubado pela própria
esposa. Porém, segredos profundos podem estar escondidos nos menores detalhes,
transformando algo simples num dos maiores escândalos que Londres já teve
notícia.

 

   Todos os contos têm uma média de 20-30 páginas. Então, são bem
rapidinhos de serem lidos. No entanto, os que mais me chamaram atenção foram o
do ‘Vampiro de Sussex’ e o da ‘Inquilina de Rosto Coberto’.
   O primeiro foi porque fiquei curiosa com o toque de terror que a obra
trouxe
. E também pelo fato de trazer um pouco da ideia que o mundo tinha do
Brasil naquela época
. Confesso que me senti lendo um outro livro do autor, ‘O Mundo Perdido’, pois me pareceu
bastante familiar.
   Quanto ao da inquilina, eu achei curioso que as pessoas alugam os quartos
e depois ficam com medo dos próprios hóspedes
, especialmente quando pagam em
dia. 
   Gostaria de saber o que se passa na cabeça dos proprietários, pois
deveriam comemorar o fato de terem bons pagadores como inquilinos, e não o
contrário. No entanto, devo dizer que a história da moça é de deixar o cabelo
em pé.



“A afabilidade de algumas pessoas é mais mortífera que a violência de almas grosseiras.”




Histórias de Sherlock Holmes | Arthur Conan Doyle
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna




   Em relação à obra em si, eu li a edição de bolso de luxo da Zahar. Ela é
linda, em capa dura, com páginas mais amareladas e até grossinhas
. A fonte é
confortável à leitura e a revisão bem feita.    
   Entretanto, eu tive uma
experiência um tanto densa de leitura
, pois traduziram quase que ao pé da letra
e alguns contos tiveram uma escrita rebuscada. Dessa forma, acabei lendo mais
devagar do que eu esperava, o que me decepcionou um pouco.
   Só por isso não levará a nota máxima dessa vez. Porém,
continuo recomendando as aventuras do detetive consultor, especialmente se você
procura alguma obra clássica para se aventurar e conhecer o gênero.








   E o saldo parcial do 12 Livros para 2022 segue assim: 
12 Livros para 2022 | Agosto



   E aí, o que acharam da despedida das despedidas de Holmes? Não esqueçam de passar nos blogs parceiros, para conferir as resenhas do mês nesse projeto tão lindo. 









Obs.: Texto revisado por Emerson Silva 
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui