24 de dezembro de 2016

IDY de Dezembro: O homem da fase 4

   Olá meu povo! Como estamos? Sei que disse até 2017 na postagem passada, mas não podia deixar de falar sobre minha última participação do ano no I Dare You 2016. O tema de dezembro é “Um livro com número no título” e o livro escolhido foi: O homem da fase 4, de Richard Steinberg. Vem ver! 😃







O homem da fase um é um guardião; 
O homem da fase dois não dorme.



O homem da fase três é um homem de antigamente;



O homem da fase quatro vale seu peso em ouro!





Livro: O home da fase 4

Autor: Richard Steinberg

Editora: Rocco

Ano: 2002


Dois ex-agentes secretos, verdadeiras lendas da CIA, são os últimos sobreviventes de uma geração de especialistas chamada homens da Fase 4: pessoas misteriosas que desde a juventude se dedicaram a espionagem e assassinato, executados com a máxima eficiência. Agora, um deles resolve trair a pátria e garantir o sucesso de um audacioso plano internacional. 

   Jerry Goldman, o Xenos, e Colin Meadows, o Canvas, são os
dois últimos homens que podem ser considerados Fase 4: especialistas na coleta
de informações, contra-informação, guerra eletrônica e assassinato. O rigoroso
treinamento e o acesso a dados sigilosos fazem deles o melhor produto das
agências modernas de inteligência. Em sessenta e três anos, apenas estes indivíduos
da CIA, o órgão dos EUA para operações especiais, ostentavam esse título.
   Os dois sobreviventes, liberados do serviço secreto, optaram
por destinos diferentes. Goldman setindo-se estrangeiro no próprio país,
preferiu o auto-exílio na Córsega. Meadows, disposto a tudo por dinheiro,
resolveu trair sua pátria e colocar seus conhecimentos a serviço da República
Popular da China.
   O governo chinês pretende se tornar a força mais poderosa do
planeta e começa a executar um plano elaborado minuciosamente: apoiar a
candidatura de um jovem norte-americano à presidência e acionar seu espião para
garantir seus interesses. A tarefa de Canvas é eliminar qualquer obstáculo que
ameace a conspiração. Xenos, que entra quase por acaso na confusão, terá que
suas suas habilidades para impedir o golpe.
   Esse foi mais um dos n livros que comprei no Projeto Mais
Leitura e não me arrependi nem um pouquinho. O livro não é muito grosso, nem
fino (o que pra mim nunca foi problema, já sou bookaholic assumida, rsrsrs), e
a capa me chamou bastante atenção logo que o vi na prateleira, com um q de
filme de ação (isso sem nem ter lido a sinopse). A linguagem é bem simples, mas
tem que prestar atenção na hora que lê, pois tem ação do começo ao fim e no mesmo
capítulo você tem vários cenários: a China tentando se tornar potência, os EUA
tentando impedir que isso aconteça e, além disso, dramas internos dos
personagens.
   O que gostei desse livro também foi que os mocinhos não são
tão mocinhos assim. Todo mundo tem seu lado sombrio e todo mundo se revelou de
um jeito surpreendente.

“Para Deus somos criaturas estranhas. Capazes de ganhar o
céu ou criar nosso próprio inferno. Mas é sempre nossa escolha. Ele nos pôs em
movimento no Éden, e o resto pertence unicamente a nós. Ele não vai interferir
em nossas vidas, a não ser para deixar os instrumentos para o céu ou para o
inferno ao nosso alcance. E sempre perfeitamente equilibrados.”


   Bom meu povo, essa é OFICIALMENTE a última postagem do ano
e, também, minha participação final no IDY 2016, terminado com louvor e com
direito a livros extras durante o ano!
   Fico por aqui e desejo boas festas a todos! Que 2017 seja
lindo, cheio de leituras e passeios e aventuras e tudo de bom nesse mundo para
todos que me acompanharam esse ano e os que viram o Mundinho da Hanna
crescendo!







Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui