31 de outubro de 2020

Inspirações literárias | Livros de terror

    Olá meu povo, como estamos? Hoje é o dia das bruxas oficialmente falando, e não poderia deixar a data passar, sem indicar livros de terror, para você aproveitar esse dia lendo bastante (rsrsrs).
    Então, separei alguns livros de terror que talvez vocês não conheçam, mas pode ser uma leitura que combine com a data. 
Inspirações literárias | livros de terror
Foto: Creative Commons/Pixabay

 

1. Merrick 

Autora: Anne Rice
Editora: Rocco
Páginas: 336
Ano: 1988 (Edição original)
Skoob | Amazon


Merrick | Anne Rice
Foto: Divulgação

David Talbot e Louis de Pointe du Lac conversam no velho salão da casa de Lestat, em Nova Orleans. O atormentado e belo Louis pede ao colega que acione a bruxa Merrick para que ela o ajude a estabelecer contato com Cláudia, a vingativa criança-vampiro. É a partir dessa cena que Anne Rice retoma os famosos personagens da bem-sucedida série de crônicas vampirescas para discutir a imortalidade e os mistérios da existência.
Seu Mestre e Criador, o sedutor Lestat, vive agora relegado a uma espécie de coma, após o encontro com o demônio Memnoch. A Louis, cabe a obsessão e o sentimento de culpa na sua busca por Cláudia, menina cuja condição de mortal foi interrompida por ele, e cujo espírito pode vagar nos incertos caminhos de um sofrimento impensável.
Anne Rice traz para o leitor a tradição dos Mayfair, os mistérios do vodu, do candomblé e de uma civilização cujos tesouros e artefatos mágicos escondem-se numa caverna na selva da Guatemala. Merrick, Louis, David e Lestat empreendem uma nova jornada rumo à compreensão da vida e da morte, preocupação não só dos humanos, mas também das criaturas sobrenaturais. Ao mesmo tempo, amam-se intensamente, e esforçam-se na manutenção e no exercício desse amor.

2. Memnoch

Autora: Anne Rice
Editora: Rocco
Páginas: 348
Ano: 1987 (Edição original)
Skoob | Amazon


Memnoch | Anne Rice
Foto: Divulgação

Anne Rice, retoma em “Memnoch” o relato da saga do vampiro Lestat e sua eterna busca pela razão de ser. Dessa vez instigado por Memnoch, o Demônio em pessoa, que deseja fazer dele o ‘Príncipe das Trevas’, e, com isso desafiar a Deus, Lestat, visita o ‘Paraíso’ e desce ao ‘Inferno’.

3. Sonho febril

Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya
Páginas: 368
Ano: 2015
Skoob | Amazon


Sonho febril | George R. R. Martin
Foto: Divulgação

Uma reinvenção original e fascinante das histórias de vampiros pelas mãos do mestre da fantasia moderna George R.R. Martin. Quando o falido capitão Abner Marsh recebe uma oferta de sociedade de um rico e sinistro aristocrata chamado Joshua York, ele até chega a desconfiar que algo está errado. Mas nada que a possibilidade de receber milhares de dólares em ouro e construir o barco dos seus sonhos não possa fazê-lo mudar de ideia. Assim surge o Sonho do Fevre, o melhor e mais potente barco de todo o Mississipi. Uma embarcação magnífica que, ao navegar pelo rio, vai deixando pelo caminho uma coleção de histórias sombrias. Movido pela força do vapor, o Sonho do capitão pode se transformar no maior pesadelo da humanidade.

4. A Menina submersa: Memórias

Autora: Caitlín Kiernan
Editora: Darkside
Páginas: 320
Ano: 2015
Skoob | Amazon


A menina submersa | Caitín Kiernan
Foto: Divulgação


Com uma narração intrigante, não linear e uma prosa magnífica, Caitlín vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.
   De todos eles, esse é o único que anda não li, mas está aqui na estante, apenas esperando sua chance. E, tudo bem, não pelo que ele promete, coloquei na lista. 

5. O retrato de Dorian Gray

Autor: Oscar Wilde 
Editora: Penguin Clássicos
Páginas: 264
Ano: 2012 (Edição atual)
Skoob | Amazon


O retrato de Dorian Gray | Oscar Wilde
Foto: Divulgação

Publicado em sua versão final em 1891, O retrato de Dorian Gray foi o primeiro sucesso literário de Oscar Wilde e, algo que se tornaria frequente durante a curta carreira do autor, motivo de grande escândalo. Exemplo extremo de um indivíduo que leva uma vida dupla, seu protagonista comete todo tipo de atrocidade enquanto mantém uma aparência intocada de beleza e virtude. Seu segredo, porém, está materializado em um retrato guardado em uma sala trancada, que reflete fisicamente as deformações de seu caráter. Ao longo da década em que Wilde conviveria com doses idênticas de fama e infâmia, seu único romance foi usado como parâmetro tanto de sua capacidade artística como de sua total inadequação à sociedade em que vivia.
   E esses foram os meus livros escolhidos. Apesar de ser bem medrosa com esse gênero (rsrsrs), me arrisco muito de vez em quando, especialmente quando tem vampiros no meio. 
  Aliás, vendo agora os meus escolhidos, vejo que muitos não tem resenha por aqui ainda… Coisa que iremos providenciar logo que der. 😉
  E vocês, qual livro de terror me indicariam? Já conheciam/leram algum desses? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui