18 de fevereiro de 2021

Inspirações Literárias | Meus vilões favoritos da literatura

   Olá meu povo, como estamos? Quando começamos a ler, vamos embarcando em várias histórias maravilhosas, e nos vemos torcendo pelo protagonista, que normalmente é o mocinho. 
Meus vilões favoritos da literatura
Foto: Creative Commons/Pixabay

  Mas tem alguns personagens tão cativantes, que até quando sabemos que é um vilão que não vale nada, a gente acaba torcendo por ele e defende com unhas e dentes.  
  Assim, hoje eu trago um TOP 5, com meus vilões favoritos da literatura. 

Meus vilões favoritos da literatura

1. Lestat de Lioncourt (Crônicas Vampirescas)

Lestat de Lioncourt | Anne Rice
Foto: Divulgação
   Quem leu ‘Entrevista com o vampiro’, vê o quanto Louis faz questão de contar e reforçar a ideia de que Lestat é um vilão cruel, sádico, malvadão e sem sentimentos, que roubou a vida dele e lhe deu uma maldição (coitadinho… sqn). 
   Ao lermos os livros seguintes, vendo os acontecimentos por outro ângulo, vemos que as coisas não são bem assim, mas Lestat ainda é considerado um vilão cruel e malvadão para muitos. Eu concordo com essa visão, mas ele é um vilão que não consigo odiar. 
  O personagem tem uma química tamanha, que é quase impossível não ser seduzida por ele em algum momento. É aquele “vilão necessário”, sabe? Que você sabe que ele faz coisa errada, mas você passa pano pra ele toda vez, então… (rsrsrs)  

2. Arsène Lupin (As aventuras do ladrão de casaca)

Arsène Lupin | Maurice Leblanc
Foto: Divulgação

   Lupin é mais um anti-herói do que um vilão propriamente dito. Mas como ele é perseguido pelos detetives e sempre admite seus roubos, vou deixar ele aqui nessa lista. 
   Acho que está para nascer vilão mais inteligente e rápido como Lupin. O cara é bonito, charmoso, sedutor e sabe se disfarçar com um talento que deixa qualquer mágico no chinelo. 
 

3. Professor Moriarty (Sherlock Holmes)

Professor Moriarty | Sir Arthur Conan Doyle
Foto: Divulgação

   Ainda na onda de vilões inteligentes, um outro contemporâneo de Holmes seria o seu arqui-inimigo, professo Moriarty. É como se fosse a mente de Sherlock Holmes num espelho, onde o reflexo fizesse coisas ruins em vez de desvendar casos. Não consigo não gostar desse personagem, sério. 

4. Rainha de Copas (Lewis Carroll)

Rainha de Copas | Lewis Carroll
Foto: Divulgação
   Essa é uma personagem que nem sei se considero vilã propriamente dita, de tão louca que ela é, literalmente. 
  Mas acho que o fato de ela não ser sã a faz não ter medo de ser verdadeira e fala o que quer, na hora que quer, por isso eu gosto dela. 

5. Cersei Lannister (George R. R. Martin)

Cersei Lannister | George R. R. Martin
Foto: Divulgação
  Eu acho que nunca li uma vilã que me deixasse em dúvidas se queria matá-la ou idolatrá-la, como foi com a Cersei. 
  É uma mulher mesquinha, vingativa, cruel e perfeita para se sentar no Trono de Ferro. Tão perfeita que o ocupou por um bom tempo, inclusive, já que sabia jogar o jogo dos tronos e muito bem. 
  Nessa hora eu não sabia o que fazer, pois ao mesmo tempo que ficava admirada com a sagacidade dela para lidar com assuntos que nem a Mão do Rei tava sabendo como agir e desbancava uma pancada de homem metido a sabichão, eu ficava com raiva pelas coisas que ela fazia em nome de vingança vazia e sem sentido em muitos momentos. 
  Posso ser a defensora da Casa Stark eternamente, mas tenho que admitir que a Cersei era um mulherão da p* quando queria, seja para o bem ou para o mau (na maioria das vezes). 
  

   E aí, o que acharam do meu Top 5? Qual seria o seu? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui