15 de agosto de 2020

Li até a página 100 e…#15: O ceifador

Olá meu povo, como estamos? Hoje temos o quadro Li até a página 100 e…, com minhas primeiras impressões sobre O ceifador, de Neal Shusterman. Eu já queria ler esse livro há um tempo, mas sempre deixava para depois. Agora, tive a oportunidade, através da leitura coletiva, organizada por Ana Clara e Clarissa Moreira, do insta literário @leituradasgemeas.

 

Li até a página 100 | O ceifador
Foto: Divulgação/Amazon

 

Primeira frase da página 100:

R. “É nosso trabalho saber.”

 

Do que se trata o livro?

R. O livro é o primeiro volume de uma distopia, quando a humanidade descobriu como alcançar a imortalidade, se curando de doenças automaticamente, vencendo velhice e até arrumam um jeito para possíveis acidentes. Mas como a população só cresce, existe a Ceifa, uma parte da sociedade que tem a função de “coletar” as pessoas (já que matar é uma palavra muito forte e todos temem), cumprindo as taxas de mortalidade que existiam na conhecida Era da Mortalidade.

 

 

Li até a página 100 | O ceifador

 

 

O que está achando até agora:

R. A leitura está fluindo bem até o momento. Estou gostando de conhecer mais sobre a vida pelo lado dos ceifadores e como isso vai influenciar também na vida de Citra e Rowan, os estagiários da vez na Ceifa.

 

O que está achando do protagonista:

R. A princípio, temos dois protagonistas: Rowan e Citra. Eles são de mundos diferentes, mas acabaram unidos pelo ceifador Faraday. Cada um ao seu modo, são pessoas que estão buscando seu lugar no mundo. Mas ainda não posso dizer se os defendo ou condeno, pois estão me deixando bem em cima do muro.

 

Melhor quote até agora:

“Somos instruídos a anotar não apenas nossos atos, mas também nossos sentimentos, porque deve-se saber que temos sentimentos. Remorso. Arrependimento. Sofrimentos grandes demais para suportarmos. Porque, se não sentíssemos nada, que espécie de monstros seríamos?”

Vai continuar lendo?

R. Sim, eu sempre tive curiosidade de ler esse livro e, agora através com a leitura coletiva, estou aproveitando a oportunidade. Além disso, estou curiosa para saber mais sobre o treinamento de Citra e Rowan.

 

Última frase da página 100:

R. “Mesmo tendo começado um pouco inseguro, ele assumiu o controle.”

 

E essa foi a postagem de hoje. Já leram esse livro? O que acharam das primeiras impressões?

 

 

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

TAG | Mães Literárias

TAG | Mães Literárias

Olá meu povo, como estamos? No último domingo (12/05/2024) […]

Como se Livras de Um Escândalo | Tessa Dare

Como se Livrar de Um Escândalo | Tessa Dare

Olá meu povo, como estamos? Hoje eu trago a […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui