23 de dezembro de 2022

[Postagem Extra] Meu Crush de NY 3 – Apenas Diga Sim | Raffa Fustagno

Olá meu povo, como estamos? Mantendo a TBR de dezembro e trazendo mais uma leitura nacional por aqui, hoje é a vez do desfecho de Charlotte e Ethan. Com vocês: ‘Meu Crush de Nova York 3 – Apenas Diga Sim’, da autora Raffa Fustagno.

 

Meu Crush de NY 3 | Raffa Futagno
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

ALERTA: Pode conter spoilers dos volumes anteriores.

66/24
Livro: Meu Crush de NY 3 – Apenas Diga Sim
Autora: Raffa Fustagno
 
Editora: The Gift Box
Ano: 2022
Páginas: 152
Skoob | Compre na Amazon
 
 
 

 

Uma pandemia no meio do relacionamento de Charlotte e Ethan fez com que os dois fossem morar juntos logo após o pedido de noivado. Além de lidarem com uma nova realidade, um deles está bem ansioso para assinarem os papéis e serem oficialmente casados.

Mas nada é muito fácil quando sua família mora longe e a grana não dá para quase nada. De alguma maneira, os dois se verão dentro de um programa de televisão que promete resolver esse e outros problemas, mas que, na verdade, vai trazer situações inusitadas e inesperadas, inclusive o crescimento dessa família!

E agora? Será que esses dois dirão sim um para o outro com tantas câmeras? Ou desistirão de tudo? Sejam bem-vindos à parte final dessa história. 

 

Meu Crush de NY 3 | Raffa Futagno

 

Diz o ditado que “um é pouco, dois é bom e três é demais”, mas aqui ele não se aplica. O terceiro volume de ‘Meu Crush de Nova York’ traz mais um capítulo da história desse casal globalizado que me conquistou.
   
Ao final do segundo livro, Charlotte e Ethan viram o mundo parar, devido à pandemia de COVID-19. Mas, ao contrário de muitos casais que ficaram separados, eles deram a sorte de ficarem no apartamento da moça. 
   
Ela tinha acabado de chegar em Houston, a fim de assumir a nova vaga na empresa na filial estrangeira. E o seu recém-noivo não poderia perder a oportunidade de recepcionar a amada, além de ajuda-la a se adaptar no novo país.
   
Porém, acabam morando juntos, ainda que de maneira forçada, pois os aeroportos estão fechados e ele não sabe quando poderá voltar para Nova York. Dois anos se passam e o maior medo de Charlotte é que todo o romance termine, dado que deixaram o conto de fadas de lado e precisaram se adaptar a uma nova realidade.
   
No entanto, assim como já vinham mostrando ao longo da história, esse casal consegue se manter com o pé no chão e com a maturidade em dia. O diálogo é bem presente na vida deles (um sonho) e Ethan sempre tem uma palavra de conforto e carinho quando Charlotte entra em criseNão apenas está feliz por ter sua amada do lado, como o casamento está de pé, mesmo sem saber quando poderão se casar sem usar uma máscara ou tomar um banho de álcool em gel.
 
 

 

Meu Crush de NY 3 - Apenas Diga Sim | Raffa Fustagno
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
Após voltarem às suas rotinas, a data do evento pode se tornar mais palpável. Entretanto, o casal se bate com o dilema financeiro. Como vão arcar com tantos custos, se o salário deles mal fecha as contas do mês? Entre felicidade e crises intermináveis de ansiedade, eis que Fiorella, a Barbie versão Brasil, tem a solução: inscrever a história de Charlotte e Ethan no ‘Apenas Diga Sim’, um dos programas de reality show mais assistidos do mundo.
A proposta é boa, pois ganharão um casamento dos sonhos de graça. Mas será que vale a exposição em rede nacional? Só lendo para saber.

 

“Somo música, somos sintonia, somos aquela melodia que gruda, que passeia por todas as notas e que não se encontra em um solo, porque fica infinitamente melhor em dupla.”

 

 

Terminei o segundo volume já com saudades desse casal globalizado. Entretanto, sequer imaginava que os veria novamente tão rápido assim. E minha surpresa foi ainda maior quando fui presenteada com um exemplar autografado pela própria Raffa, depois que tanto panfletei essa história (e ainda vou panfletar muito, pois eles merecem o hype!).
   
Gostei que a autora trouxe uma trama bastante atual, o que já é uma marca dela. É nítida a pesquisa que ela fez sobre os lugares abordados ao longo da narrativa e também a situação política. 
   
O que mais gosto é que a Raffa traz esse apanhado sem ficar enviesado para o leitor, que tem suas próprias opiniões e não se perde da trama central. Além disso, após dois anos de uma pandemia em que o mundo parou, é impossível não se identificar com o que Charlotte e Ethan passaram trancados em casa. A sorte deles era que o rapaz tinha acabado de chegar na cidade, a fim de visitar a noiva pelo final de semana. Porém o tempo se prolongou e eles já começaram a morar juntos, de uma maneira inesperada.
 
 
 

 

Meu Crush de NY 3 - Apenas Diga Sim | Raffa Fustagno
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
Charlotte ainda tem seus dilemas, tentando lidar com o novo cargo e com um romance que beira ao conto de fadas. Mas Ethan continua deixando a moça acreditar que tudo o que eles construíram é real e concreto. O amor que esses dois sentem é tão grande, forte e bonito, que só me fez ficar ainda mais apaixonada.
   
É impossível ler e não se imaginar vivendo algo parecido com o que eles tem. Isso porque a Raffa fez questão de manter um casal adulto, gente como a gente e que poderia ser qualquer um com quem cruzamos no transporte público.
   
A relação deles já vinha se mostrando adulta, madura e pé no chão desde o início. E aqui não foi diferente. A moça ainda tem que lidar com a distância, pois sua família e amigos ficaram no Brasil, enquanto ela precisa sobreviver em um país novo e a uma doença até então desconhecida.
   
Por conta disso, suas crises de ansiedade são constantes e perfeitamente críveis. Acho que qualquer pessoa em seu lugar passaria pela mesma situação e não desejo para ninguém uma crise dessas. Por sorte, Ethan se mostra um companheiro de verdade. 
   
Mesmo com a pouca idade em relação à noiva, o rapaz se mostra maduro e tenta consolar a futura esposa como pode. Ele não é apenas um amante apaixonado pelo que o Brasil poderia oferecer. Pelo contrário, é um homem decente e que ama de fato Charlotte, como demonstra até em seu silêncio. Sinceramente, sei que já não tenho mais idade para crush literário, mas o Ethan é um forte candidato ao cargo (rsrsrs).

 

“A cada passo, a cada refrão cantado, me sinto no meio de um final de todas as histórias de finais felizes a que assisti na vida, e que sempre achei só serem possíveis na cabeça dos roteiristas.”

 

 

Contudo, independente do amor que sentem, sabem que só alimentar o sentimento não paga as contas. Então, se viram como podem para não ficarem apertados no final do mês. É exatamente essa situação que incomoda os protagonistas, quando pensam em um evento bastante aguardado no Brasil (e pelos leitores também): o bendito casamento.
   
Quem já fez uma cerimônia com festa sabe o quanto pode sair caro. Imagina isso tudo pago em dólar? Ethan tenta fazer de tudo para agradar Charlotte, mas ela sabe que nos EUA existem certas tradições em relação ao matrimônio. Por isso, se sente ainda mais pressionada quando Fiorella arranja ideias bem mirabolantes para resolver o problema, como se vivessem em um filme de comédia romântica.
 
 
 

 

Meu Crush de NY 3 - Apenas Diga Sim | Raffa Fustagno
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
As cenas, embora cômicas, refletem a preocupação crescente da protagonista. A coitada se sente com a corda no pescoço a cada vez que lhe perguntam a respeito da data, a qual não pode ser marcada enquanto não estiverem todos vacinados.
   
Contudo, entre diversas soluções impossíveis, eis que a Barbie versão Brasil apresenta uma mais palatável: inscrever o casal no reality ‘Apenas Diga Sim’. Eles ganhariam o casamento dos sonhos gratuitamente, em troca de ter sua história transmitida em rede nacional.
   
Ethan se anima com a ideia, assim como todos à sua volta. No entanto, a mais interessada (a noiva) nem tanto. Isso porque a proposta seria maravilhosa, se não fosse o mundo inteiro vendo a intimidade deles. O dilema é tenso e eu entendo o lado da Charlotte. Já é complicado demais lidar com as fofocas quando não se é uma pessoa dentro do padrão da sociedade, tentando ser feliz discretamente com a pessoa que ama. Imagine ter sua vida transmitida para todos os enxeridos que existem?
   
Como também já é de se esperar em um romance, certas cenas são previsíveis, em especial as mais constrangedoras, conforme o casamento se aproxima. Porém, o que mais gostei foi a forma como a protagonista lidou com tudo de cabeça erguida e mandando o recalque passar longe.
   
Se antes eu já achava Charlotte uma mulher madura e segura de si, aqui eu vi ainda mais, o que serve de exemplo para qualquer moça que passe por uma situação parecida (estando nos EUA ou aqui mesmo no Brasil). Minha vontade era de abraçar ela, levantar a bandeira do respeito e sair mundo afora buscando mais gente para participar do movimento.
   
O desfecho é lindo, apaixonante e digno de toda a trilogia. Me apaixonei mais ainda pela forma como terminaram. Além disso, achei maravilhoso que a autora não colocou um final feliz clássico, como se tudo terminasse no beijo e pronto. Pelo contrário, mantendo o pé no chão da trama, mostrou que era apenas uma fase da vida que deu certo, mas ela segue e ainda pode ter outros obstáculos a serem enfrentados.

 

“[…] Se essa cena fosse um filme ou livro, saberíamos que não seria o final, mas apenas mais uma temporada de novas coisas a serem vividas.”

 

 

Finalizei a leitura com um sorriso no rosto e a esperança de um 2023 quentinho no coração. O que gostei muito ótimo, pois foi o último livro do ano. Em relação à obra, ela é curtinha, com menos de 200 páginas. Mantendo a escrita fluida e bem gostosa, li em questão de dois dias. A diagramação segue o
padrão do primeiro volume, com a janela de avião na capa, porém em tons de roxo. A revisão está muito bem-feita, além de uma fonte legível e confortável à leitura.
 
 

 

Meu Crush de NY 3 - Apenas Diga Sim | Raffa Fustagno
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
Em resumo, se procura uma leitura rápida — seja para aproveitar as férias de verão ou sair de uma ressaca literária — super recomendo a trilogia de ‘Meu Crush de Nova York’. Você vai sorrir, chorar e ficar com raiva em alguns momentos, mas o mais importante: vai terminar acreditando no amor e nas pequenas formas como ele se demonstra. Para isso, basta manter os olhos bem abertos e perceber as nuances igualmente suaves. 

 

Já leram essa trilogia, ou algum outro livro da autora? Tem alguma autora nacional que vocês gostem bastante e leem até a lista de compras? Me contem aí!
 
 
 
 
 Texto revisado por Emerson Silva
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Livros para ler no mês do orgulho LGBTQUIA+

Livros para Ler no Mês do Orgulho LGBTQUIA+

Olá meu povo, como estamos? O mês de junho […]

Booktag | 5,4,3,2,1

BOOKTAG | 5,4,3,2,1

Olá meu povo, como estamos? Hoje eu quero começar […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui