15 de outubro de 2017

Projeto 52 Semanas: 41/52

  Olá meu povo, como estamos? Essa semana, especialmente hoje, comemoramos o dia do professor, essa profissão tão especial e fundamental para a formação de todas as outras profissões (embora seja tão mal valorizada por aqui… 😕)
   Mas, como professora (sim, sou professora de Biologia), não podemos perder as esperanças de que um dia tudo irá melhorar… 😃 E… para representar esse dia tão especial na vida de muita gente, o 52 Semanas de hoje é uma homenagem aos mestres de nossa vida, que nos fizeram ser os adultos que somos hoje em dia. E os professores estão em todos os cenários, seja livros, filmes, séries, novelas… 

Projeto 52 Semanas

  Aqui selecionamos alguns livros que falam sobre professores em situações semelhantes a que passamos na escola, ou para nos deixar inspirados. Vem ver! 😉

 1. Uma professora fora de série – Esmé Raji Codell

Uma professora fora de série
Creative Commons

   Aos 24 anos, Esmé Raji Codell enfrenta o desafio de lecionar para crianças pobres e negras numa escola pública de Chicago, vivendo problemas bem semelhantes aos dos professores brasileiros. Impetuosa e exuberante, ela não se intimida com a burocracia do sistema educacional, a falta de recursos, o marasmo dos colegas de profissão e a violência dentro e fora da sala de aula. Com sua criatividade, ela transforma o ambiente de sua turma, estimula as crianças a aprender e cria atividades memoráveis como a “máquina do tempo”, onde todos experimentam pela primeira vez a magia da leitura. Ela é um exemplo de como, com amor e dedicação, um professor pode mudar as vidas de seus alunos para sempre.




2. O mistério da professora Julieta – Socorro Aciolli

O mistério da professora Julieta
Creative Commons

   A pequena cidade de Cajueiro estava condenada. A escola municipal fechara as portas depois que as professoras pediram demissão, aterrorizadas com os ataques de um ser misterioso conhecido como o Terror das professoras. Quando tudo parecia perdido, surge uma candidata disposta a encarar o desafio do emprego: a professora Julieta Stark. Dentre todos os seus segredos, o mais intrigante era uma assustadora mala preta. Quando alguém perguntou à professora o que havia dentro da mala, ela respondeu que era um vírus sem cura. E era verdade. Aquela mala contaminou para sempre a vida dos moradores de Cajueiro. O poder desse vírus é impressionante, atravessa as páginas do livro e entra para sempre na vida dos leitores. Portanto, se você está com esse livro em mãos, certamente é porque já foi contaminado pelo vírus da Professora Julieta. Sua vida nunca mais será a mesma.




3.  O guarda-chuva da professora –  Januária Cristina Alves

O guarda chuva da professora
Creative commons

   Uma das histórias de As mil e uma noites fala de dois homens que disputavam a posse de uma certa bolsa. E tanto brigaram que foram parar diante de um juiz. O juiz ordenou que cada um dissesse o que havia dentro da bolsa. Quem acertasse ganharia a causa. E os dois litigantes se puseram a enumerar o conteúdo da bolsa, cada qual querendo impressionar mais o juiz. Um falou em caravanas inteiras, tendas, vinhedos… O outro, em rebanhos, aldeias, homens e bichos e outras coisas mais. Bolsa bem mágica aquela!… Tudo mentira!
   O guarda-chuva multicolorido, grande e molhado da professora, encostado num canto da sala de aula, é muito melhor do que a tal bolsa.
Melhor porque, maior por dentro do que por fora, e porque nele cabem muito mais coisas e coisas muito mais bonitas. E ainda mais mágicas, porque não são fruto da mentira e sim da imaginação, da alegria e da ternura.
   E tão bem contadas na linguagem breve, leve e poética de Januária Cristina Alves. E igualmente bem “materializadas” nas ilustrações “espaçosas” e eufóricas de César Landucci, multicoloridas como o próprio guarda-chuva da professora, sob o qual “cabem as histórias verdadeiras e as inventadas, as que têm letras e as que não têm… e o mundo inteiro, ida e volta!”.





4. Fala sério, Professor! – Thalita Rebouças

Fala sério, professor!
Creative commons

   Como será que a Maria de Lourdes, ou, Malu, se relacionou com seus professores do colégio, da academia, do curso de inglês, de shiatsu, teatro, os particulares, os gatos, os durões, os que amavam ser durões, os amigos, o meio doido, o que não ria, o que não perdoava cola. Chegou a hora de revirarmos juntos o baú da trajetória da moça como aluna, narrada em crônicas pra lá de bem-humoradas que acompanham sua vida dos 3 aos 22 anos. É ela mesma, a Malu, a filha da Angela Cristina, aquela que nos mostrou sua divertida e conflituosa relação com a figura materna em Fala sério, mãe! Mas a mãe não foi a única responsável pela tarefa de educá-la. E nem a única com quem ela teve conflitos enquanto crescia. Com alegria e bom humor, marcas registradas da autora, o livro promete boas gargalhadas e momentos da mais pura diversão. 



5. Uma professora muito maluquinha – Ziraldo

Uma professora muito maluquinha
Creative Commons

   Linda, amável e cheia de idéias novas para manter a classe animada, a professora do interior é mais uma das geniais personagens “maluquinhas” do escritor e cartunista Ziraldo, numa história divertida e sensível.

   E aí, já conheciam algum desses livros? Já leram? Me contem aí! 😃 E não esqueçam também de passar no blog parceiro desse projeto, o Prateleiras da Fê! Até mais! 😉




Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui