17 de dezembro de 2017

Projeto 52 Semanas: 50/52

   Olá meu povo, como estamos? Hoje, faltando duas semanas para
acabar o ano e também o Projeto 52 Semanas, cá estamos para falar sobre minha
profissão na literatura. Pois é… Sempre tem aquela profissão recorrente nos
livros, tipo médico, professor, ou até mesmo estudante… Mas são tantas as
profissões no mundo e, será que logo a sua está na literatura? Hoje vou falar
sobre a minha, bióloga, nos livros. Vem ver! 😉
Blogmas 2017

   Bom, encontrar minha profissão e, mais ainda, a minha
especialidade na literatura é algo bem raro. Para quem me acompanha sabe que
sou bióloga, com especialidade em Paleontologia (sim, mexo com fósseis de
milhões e milhões de anos
) …
   O único livro que li e contava com um biólogo, é do meu
amado e queridíssimo Dan Brown (por que será?! rsrsrs). Bom, apesar do autor
ter ficado mundialmente conhecido com o estouro do professor de Simbologia de
Harvard, Robert Langdon, seu primeiro livro escrito da vida se chama ‘Ponto de
Impacto’, que tem nada a ver com as outras aventuras do professor interpretado
nas telonas por Tom Hanks…
Ponto de Impacto
Divulgação

Quando um novo satélite da NASA encontra um estranho objeto escondido nas profundezas do Ártico, a agência espacial aproveita o impacto da sua descoberta para contornar uma grave crise financeira e de credibilidade. O peso dessa revelação acarreta sérias implicações para a política espacial norte-americana e, sobretudo, para a iminente eleição presidencial.Com o objetivo de verificar a autenticidade da descoberta, a Casa Branca envia a analista de inteligência Rachel Sexton para a desolada geleira Milne. Acompanhada por uma equipe de especialistas, incluindo o carismático pesquisador Michael Tolland, Rachel se depara com indícios de uma fraude científica que ameaça abalar o planeta. Antes que Rachel possa falar com o presidente dos Estados Unidos sobre suas suspeitas, ela e Michel são perseguidos por assassinos profissionais controlados por uma pessoa que é capaz de tudo para encobrir a verdade. Em uma fuga desesperada para salvar suas vidas, a única chance de sobrevivência para Rachel e Michael é desvendar a identidade de quem se esconde por trás de uma conspiração sem precedentes.

   Em ‘Ponto de Impacto’ temos um biólogo bem famoso na
verdade, Michael Tolland, que trabalha num programa de TV americano apresentando os bichos mais
selvagens e exóticos do mundo (sim, parece o Richard aqui no Brasil). E ele foi
contratado para um evento da NASA, que buscava não ser fechada. Então ele
estava em plena Antártica, numa saída de campo promovida pela empresa, e
falaria para o mundo todo que a equipe tinha encontrado a primeira forma de vida
orgânica extraterrestre da qual se teria notícias. Isso traria nova
credibilidade para a NASA, afinal teria sido comprovado pelo biólogo mais
famoso da atualidade que o organismo não poderia ser da Terra. Mas as coisas
foram acontecendo e o biólogo me descobre que o tal organismo extraterrestre,
na real era um fóssil do Cambriano, o período geológico que tem mais bichos
esquisitos (e legais) da História! (pausa dramática)
   Pois é, tem toda uma reviravolta, afinal a NASA não pode
afirmar que mentiu, pois vai perder a pouca credibilidade que ainda tinha com o
governo e com o mundo. E começa toda uma guerra sobre se mata ou não o biólogo,
para ele não contar nada, afinal, ele poderia estragar todo o plano da empresa,
com uma simples transmissão ao vivo. Coisas de Dan Brown.
Por ser o único livro que li e conhecia com minha profissão
ter sido exatamente o primeiro de Dan Brown, ele acabou se tornando um dos meus
autores favoritos! Olha só que coisa. E pelo que li a respeito, apesar de esse
ter sido o primeiro livro que ele escreveu, ele preferiu publicar o ‘Código Da
Vinci’, pois achava que o outro não emplacaria, Depois do sucesso de seus
outros livros o professor Langdon, ele tomou coragem e publicou ‘Ponto de
Impacto’.
   Por causa disso, esse livro causou muitas divergências entre
os fãs. Alguns acham que foi o pior livro já escrito, outros (como eu), acham
que ele devia ter continuado era com as aventuras do biólogo e não com o
professor Langdon… ou que, pelo menos, ambos tivessem suas séries
continuadas, mas ele só investiu (e pelo visto vai continuar investindo) no
simbologista, afinal, é o Tom Hanks que interpreta…
   Além de ‘Ponto de Impacto’, posso citar dois livros com
paleontólogos:



Jurassic Park


Jurassic Park
Divulgação


Uma impressionante técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré-históricos foi descoberta. Finalmente, uma das maiores fantasias da mente humana, algo que parecia impossível, tornou-se realidade. Agora, criaturas extintas há eras podem ser vistas de perto, para o fascínio e o encantamento do público. Até que algo sai do controle. Em Jurassic Park, escrito em 1990 por Michael Crichton, questões de bioética e a teoria do caos funcionam como pano de fundo para uma trama de aventura e luta pela sobrevivência. O livro inspirou o filme homônimo de 1993, dirigido por Steven Spielberg, uma das maiores bilheterias do cinema de todos os tempos. 



  E essa contribuição “brazuca” aqui, adquirida no último
congresso de Paleontologia, autografada por um paleontólogo super legal de São
Paulo, Tito Aureliano:
Realidade Oculta


Realidade Oculta

Realidade Oculta

“Um diário de uma velha senhora do século 19, recuperado de
um antigo manicômio, revela uma aventura fantástica de viagem no tempo, em que
um grupo de cientistas é acidentalmente transportado ao Período Cretáceo. Eles
são obrigados a encontrar uma rota de fuga, tentando interpretar o fenômeno que
os levou até ali, enquanto sobrevivem em meio a dinossauros e outras ameaças de
um mundo extinto.”

   Esse eu ainda não li (momento spoiler; pretendo ler na minha
TBR de 2018, rsrsrs
), mas só de ter lido a sinopse e ter folheado durante o
evento, já sei que será um dos meus queridinhos que falarei muito dele ainda…
(e por que não seria, afinal ele colocou exatamente um dos peixes com os quais
trabalho na história!
).
   Como podem ver, minha profissão é beeeeeem rara na
literatura (rsrsrs). Então, aproveito e deixo aqui meu apelo aos autores
nacionais: ESCREVAM HISTÓRIAS COM BIÓLOGOS, POR FAVOR!    A comunidade que
representa essa profissão ficaria muito feliz ao ler mais sobre isso.
Pode até ter outros livros com minha profissão, mas são bem
raros em relação a livros com advogados, médicos e estudantes do ensino
médio…

   E vocês, já encontraram sua profissão na literatura? Me
conta aí! 😉
Blogmas 2017
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui