27 de maio de 2018

Resenha do livro Assembleia dos Lobos – Triskelion

   Olá meu povo, como estamos? Acabou que ontem não consegui deixar a postagem programada, então estou passando hoje com uma especial, e trago uma resenha feita em parceria com um autor nacional, Lucas Camargo.

Assembleia dos lobos

   Vem ver! 😉

23/30

Assembleia dos lobos
Divulgação




Livro: Assembleia dos Lobos – Triskelion

Autor: Lucas Camargo

Editora: Independente

Ano: 2018

Páginas: 567

Adicionar ao Skoob















Benwyn. Ex-mercenário. Após o abandono de suas funções perante a Assembleia, tomou as estradas e sua motocicleta chopper imensa como sua morada, o álcool como seu alimento, e o sexo como seu entretenimento.Tamara. Anarquista. Amiga de infância de Benwyn, curiosamente seguiu um caminho diferente, se tornando inimiga jurada dos anseios da Assembleia.Ionnas. Blaidd. Um agente da Assembleia. Foi dragado à vida de Benwyn pela ambição do próprio jovem de incomuns cabelos brancos. Ele e sua amiga claramente não se dariam bem. Assim era a vida dos três lobisomens, até que em um deslize, a revelação de uma ameaça iminente acabou desencadeando eventos que os levariam a fins e meios cruéis e intensos. E não só a eles, mas a uma banda inteira de heavy metal, uma linda (para não dizer angelical) mulher de pele alva e cabelos negros, e outra tão-linda-quanto ruiva vinda de um passado distante. Em Assembleia dos Lobos: Triskelion, mesmo que pareça o fim, tudo é apenas o início.





    Benwyn é um cara de cabelos brancos que, apesar de ter idade avançada, só chama atenção da idade pelos cabelos, mas a cara é sempre de um jovem rebelde e sem temor de nada na vida… Tudo o que tem está, literalmente, em suas costas, guardado na mochila. Ele não tem paradeiro certo, a não ser pelos hotéis onde já o conhecem pelas paradas mais frequentes. Ele tem sempre uma grana guardada, por seus trabalhos dentro da Assembleia e como mercenário, cobrando altos preços para fazer serviços que ninguém tem coragem de fazer… Com medo de passar o restante de sua eternidade (ou vida beeeeeeem longa) no mesmo lugar e vítima da rotina, faz questão de gastar altas quantias de grana em tudo, menos numa casa própria…
   Ele vive sua vidinha assim, até que Tamara aparece desesperada, pedindo sua ajuda. A amiga de infância tem outros dois amigos estranhamente assassinados e Tamara confia apenas em Benwyn para saber quem foram os responsáveis pela tragédia. Mas Benwyn não é capaz disso, e acaba chamando outro amigo, que tem interesses opostos aos de Tamara, mas que é o único capaz de solucionar esse mistério… Enquanto eles tentam descobrir tudo isso sem meter a polícia no meio, Ionnas, o blaidd inimigo de Tamara, por puras questões políticas, acaba esbarrando em algo muito pior que a polícia… algo que pode colocar não apenas a Assembleia, quanto eles mesmos e até o mundo como conhecemos em risco.

“Nó estamos aqui para proteger os transmorfos. Você deveria saber bem disso. Nós os protegeremos dos caçadores, até deles mesmos se for preciso.”

   Sem querer se meter onde não devem, Benwym e Tamara acabam se metendo em grandes encrencas, pois Ionnas, sempre misterioso, vai atrás do que não deve e acaba sequestrado. Com medo que ele tenha o mesmo destino dos dois amigos de Tamara, Benwym acaba indo até os confins da Ucrânia atrás de respostas e de seu amigo, custe o que custar…
   Sim, a história se passa na Ucrânia, com um monte de cidade de nome esquisito, em meio a um clima frio e nevoeiros estranhos… Ionas, Benwyn e Tamara são todos lobisomens… Ionnas é blaidd propriamente dito, que faz parte da Assembleia dos Lobos, a qual tem metas que vão contra os ideais de Tamara, a menina linda e sensual que se rebela contra eles e sai por aí desgarrada. Benwyn era membro da Assembleia, mas atuava mais no “lado negro” da força, agindo sempre do lado de quem pagava mais. Todos eles tem motivos que os ligam à Assembleia, algo tão antigo e, ao mesmo tempo, sombrio, que assusta a todos. Em especial por estarem em uma guerra sangrenta de séculos entre lobisomens e outros transmorfos… Mas como todos mantêm segredos, com a Assembleia não seria diferente. Eis que Ionnas esbarra nesses segredos ao investigar o motivo da morte dos amigos de Tamara, ambos aparentemente sem ligação alguma com a Assembleia ou qualquer coisa do tipo…
   Nem tudo é o que parece nesse livro… E o que você pensa que é o fim, na real é apenas o começo de uma guerra… resta saber de que lado você está…

“Tudo aquilo reunia informações demais para ele, sobre coisas que ele nem sabia do que se tratava.”

   Bom, fazia tempo que não lia nada sobre vampiros, lobisomens e afins. Quando o Lucas ofereceu o livro para resenha, não pensei duas vezes em dizer que aceitava. Afinal, foi lendo os livros de vampiros de Anne Rice que passei de “simples menina que curtia ler de vez em quando” a “diferentona viciada em cheiro de livro novo”…   😂😂
   Quando comecei a ler o livro… confesso que não deixei de pensar em Anne Rice um só segundo… Apesar dela nunca ter escrito sobre lobisomens, o estilo de escrita do Lucas me lembra muito o dela. Ambos são muito detalhistas, chegando ao ponto de passar páginas descrevendo um simples cenário… Em alguns pontos, isso é ótimo, afinal com quanto mais detalhes disponíveis, mas real fica a cena em nossa imaginação. A parte ruim era que ele tem detalhes em tudo, inclusive na parte mais erótica do livro, o que não me agradou muito, já que não curto literatura mais hot. 😕 Essa infelizmente eu tive que pular, e ir logo para a parte dos mistérios e “tiro, porrada e bomba”…
   Algo que me chamou bem a atenção, é que as pessoas não se transformam apenas em lobos, conforme as lendas tradicionais… Não sei se é falta de informação minha mesmo, ou se foi inovação do Lucas, mas alguns agentes inimigos dos três personagens principais se transformam em urso, e uma amiga de Tamara se transforma em guepardo… Eu confesso que fiquei perdida em alguns momentos, pois já não sabia mais quem era lobo e quem era o restante dos Carnivora (biológa alert)… E falando nisso, achei bem legal que o Lucas teve o cuidado de ver alguns termos biológicos corretos (apaixonei!)! Você não tem noção do quanto fico triste encarando uns assassinatos biológicos nos livros que leio por aí… ainda mais quando é um autor que eu gosto… aí que a sofrência é maior! E o Lucas ganhou pontos por esse cuidado… 💓
   Por ser uma obra independente, eu li a versão pdf. É bem organizadinha, a história é contada em terceira pessoa, com capítulos bem divididos, fonte legível… mas achei um tanto pequena e incomodou um pouquinho. A não ser isso, a revisão do texto está tranquila, sem erros de pontuação, nem de digitação. 

Assembleia dos lobos
Divulgação

   Agora com relação aos personagens, quem me incomodou mais foi o Benwym, agindo sempre como um “cachorro no cio”. Sério… toda menina bonita que via, já era logo detalhando o quanto ela era sensual e o quanto Benwyn ficava sexualmente interessado… achei que foram detalhes desnecessários, já que é um livro de fantasia… e ele fazer isso por toda menina que via me irritou bastante também… se apaixonava a primeira vista por todas as mulheres que conhecia… quando via a próxima, se apaixonava e apagava a primeira da memória… Não que isso não seja possível de acontecer no mundo real, existem humanos que são assim mesmo por aí… mas acho que não precisava tanto detalhe, pois não era necessário dado o enredo da história… enquanto isso, a parte que realmente era o tema central da história ficou perdida, porque demorava muito para acontecer, já que se deu mais atenção a outros detalhes que não tinham muito a ver… Então quando aconteciam as cenas de ação, eu já meio que tinha esquecido do se tratava… acho que faltou um pouco de ligação entre as cenas…
   Eu recomendo a leitura, em especial se você gosta de uma pegada mais apimentada… Mas não posso dar a nota máxima, pelos detalhes que me incomodaram um pouco…
   Para quem não conhece o Lucas Camargo:

Lucas Camargo
Lucas Camargo

Lucas Camargo nasceu no interior de Goiás, na cidade de Anápolis, em 1996, e se interessou pelo mundo da leitura desde as primeiras páginas que leu de Belas Maldições, de Neil Gaiman e Terry Pratchett. Se formou em Engenharia Ambiental e Sanitária em 2017, e se aventura em suas próprias palavras desde os dezenove anos.

   E essa foi a postagem de hoje. O que acharam do livro? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui