26 de março de 2019

Resenha Toda Minha

   Olá meu povo, como estamos? Hoje temos resenha de um livro que muito me surpreendeu… Fui convidada e ler em parceria com a autora Luh Cardoso, e o livro se chama Toda minha: Seguida pelo destino.

Toda minha
Foto: Divulgação/Luh Cardoso




7/33


Livro: Toda minha: Seguida pelo destino

Autora: Luh Cardoso

Ano: 2019

Editora: Amazon (Independente)

Páginas: 237

Adicionar ao Skoob

 Sequestrar Alexia não estava nos planos de César. Aliás, desde que começou a segui-la sua vida nunca mais foi a mesma. Agora ela estava ali, e ele não sabia como lidar com o turbilhão de sentimentos que ela provocava nele. Ela era a mulher mais autoritária, louca e sexy que ele tinha conhecido e em menos de vinte e quatro horas, conseguiu enlouquecê-lo de todas as maneiras possíveis. Temia por sua sanidade mental, pois quando estava perto dela, sua capacidade de raciocínio era reduzida a zero. A única coisa que sabia era que a queria em seus braços, em sua cama e em sua vida, desesperadamente.

Toda minha

   Alexia Scandolara é uma mulher jovem, linda e atraente. Ela comanda sozinha a empresa que herdou dos pais, falecidos há um certo tempo. Mas engana-se quem pensa que ela quer alguém para a vida dela. Alexia vive muito bem sozinha, ama ser solteira convicta e não tem vergonha alguma de anunciar aos quatro ventos que homem algum presta.
   Apesar disso, seus únicos amigos (que são um casal inclusive), Nice e Lucas, não cansam de tentar arrumar um “partidão” para a moça. Lucas até que não se mete muito, mas Nice não mede esforços para que a amiga viva um conto de fadas, sinta borboletas no estômago e etc. etc. etc. Coisa que Alex que se ver bem longe…
   Ela está ocupada demais lidando com sua empresa, que apesar da ajuda do tio, ela faz questão de liderar tudo. Além do mais, já tem um tempo que ela sabe que está sendo seguida. Toda vez que sai de casa, ou da empresa, ou de qualquer lugar que seja, há um carro no seu encalço. Ela mesma nem liga (ou finge não ligar), já que tem certeza absoluta de que é coisa da “concorrência”, querendo saber quais negócios ela vai fechar, mas quando Nice percebe que está sendo seguida junto com Alexia, entra em desespero e perturba tanto a amiga com seu ataque de pânico, que elas quase sofrem um acidente.
   É aí que Alexia resolve procurar Ivan, seu amigo de fé, irmão camarada, e que é da polícia… Quem sabe assim ela tem uma escolta, já conhecida, e deixa a amiga mais tranquila… Mas o que Alex não faz ideia é que esse perseguidor vai virar sua vida de cabeça para baixo… literalmente…
   Recebi o convite para ler esse livro da própria autora. Quando vi a capa, imaginei logo que não ia gostar do livro, pois tudo indica que era gênero hot, um dos que mais fujo. Ao ler a sinopse, tive ainda mais certeza. Mas, porém, todavia, entretanto, resolvi aceitar o convite e o desafio, afinal era um livro pequeno… Não custava nada…
   Acabou que o personagem principal na sinopse anuncia que perde a sanidade mental perto de Alexia… e eu perdia a sanidade mental lendo este livro… em pé no trem… e não consegui largar esse bendito!

Toda minha
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Sério! Acho que nunca pensei que fosse me surpreender tanto com esse livro, como aconteceu… Alexia é uma mulher forte, decidida, que sabe o que quer e não admite que mandem nela. Vive sozinha desde que perdeu os pais. Isso a deixou numa redoma, que ninguém pode alcançar, a não ser que ela permita. E só quem consegue fazer isso são seus únicos amigos, a Nice e o Lucas. Para eles, ela é uma pessoa incrível, engraçada, esperta, inteligente e muito simpática. Mas para o mundo, até para seu tio, Alexia não passa de uma menina rica, mimada e muito mandona.
   Homens tem medo de se aproximar dela, pois ela vai dar um fora mesmo. O restante da empresa tem medo do olhar provocante dela, pois podem ser demitidos a qualquer momento, se não fizerem o que ela quer, do jeito que ela quer… Além disso, tem uma fama, que ela sabe muito bem, porém nem liga, de que ela é uma vadia, coração de gelo, que não tá nem aí pra hora do Brasil.
   Alexia sabe disso e, no fundo, ela até gosta… Além disso, ela tem personalidade forte, afinal ela prega que “deixem que digam, que pensem, que falem, tô nem aí.” E ela é independente, não se vê com um “amor eterno”, muito menos acredita nisso (cá entre nós, ela tem uma ideia parecida comigo).  Mas Nice quer porque quer enfiar um namorado na vida de Alexia, pois ela precisa de alguém que lhe complete. Eu sei que elas são amigas e tal, mas se eu tivesse uma amiga insistente e que não respeita os limites igual Nice faz com Alexia… eu já tinha mandado essa Nice pastar… 😒

“[…]Esses filmes de princesas deveriam ser proibidos! Porque desde pequenas nos ensinam que devemos ficar esperando pelo grande amor. Que ele vem em um cavalo branco, eles se olham, se apaixonam, e vivem felizes para sempre! Tudo mentira! Ninguém fala das brigas, de que a princesa te que lavar cuecas todos os dias enquanto o bonitão fica com as pernas para cima no sofá bebendo e peidando o tempo todo parecendo um ogro!”

   Sério… ela insiste tanto, mas tanto, que chega a ser chato… E foi numa dessas insistências, que Alexia acabou cedendo em conhecer o tal príncipe encantado que a faria “feliz para sempre”.
    E é numa dessas que ela acaba caindo nas garras do inimigo. Carlos e César são dois dos tais “seguidores” de Alexia. Enquanto Alexia pensa que é uma concorrência querendo que vaze algum de seus negócios, na realidade, a empresa dela está envolvida em algo tão perigoso, que ela nunca poderia imaginar. E é aí que eu perco a sanidade!

Toda minha
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

    Bom, Carlos e César são traficantes de drogas e armas e tem um esquema para transportar a carga, que envolve a empresa da mocinha; isso é coisa das grandes, pesada, que é investigada até pelo FBI. E a dupla está atrás de Alexia porque um carga que deveria chegar até eles foi extraviada. E Carlos tem plena certeza de que Alexia sabe do esquema e deu fim na carga para ficar mais rica às custas deles.
   Assim, eles planejam cercar a menina, cobrindo todos os seus passos, para saber onde ela escondeu. E tudo desanda, pois ela estava também sendo alvo de um sequestro relâmpago. Todos na empresa sabiam que ela estava correndo perigo e precisava se afastar da empresa, então o tio dela lhe forçou a viajar para o Chile, a fim de descansar um pouco e esperar a poeira baixar. Com toda certeza de que Alexia vai pegar a carga e vender, Carlos e César a perseguem assim que ela sai de casa, só que eles acabam encontrando uma outra dupla, que ia sequestrar a menina para dar um golpe na empresa.
   Como ladrão que rouba ladrão, tem 100 anos de perdão, César acaba atrapalhando o plano dos sequestradores verdadeiros, e faz Alexia de refém dele… E assim começa toda essa confusão. César segue Alexia tem um tempão e é apaixonado por ela, morre de ciúmes e ódio de Carlos quando este se refere a Alex com palavras de baixo calão e quando fala dos planos que tem com ela na cama para o parceiro de crimes.
    Quando eles conseguem sequestrar Alexia, César engana Carlos, e foge para um cativeiro que só ele conhece. Assim Alexia realmente acredita que foi alvo de um sequestro relâmpago e querem resgate, mas César está num dilema incrível, já que não pode falar que é apaixonado (para mim já é obsessão), mas está escrito na testa dele em luz neon. Apesar de Alexia ter algo que César quer, ele não consegue ser mau com ela e acaba cedendo a um monte de caprichos da moça, o que torna a relação dos dois uma chama só…

Toda minha
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   A grande questão é que Alexia está se apaixonando por seu sequestrador, que no fim parece bonzinho… isso parece a Síndrome de Estocolmo, não? Para quem não sabe, é a síndrome em que a pessoa sequestrada se apaixona pelo sequestrador e, mesmo que viva em cativeiro e sob condições sub-humanas, o sequestrado ainda acha que o sequestrador fez tudo aquilo por amor… 
   Eles não são um casal convencional e Alexia sabe muito bem disso. Para todos os efeitos, ele a sequestrou e isso é ruim. Mas tem algo em César que a faz se sentir protegida e calma… até a página 2, quando começa a queimar de paixão e começam as cenas mais quentes.
   Só que César é um poço de mistérios até para o leitor, que sempre se surpreende com alguma revelação sobre ele ao longo do texto. Comecei achando que ele era mau, depois achei que era um bom partido, depois achei que era mau de novo… e depois decidi que não era mais capaz de opinar sobre César.

   Pela descrição do personagem, é um cara jovem, bonitão, daquele de tirar o chapéu, e que está os 4 pneus arriados por Alexia é um fato certo desde o início. Mas ele sabe que se envolver com ela só trará problemas, ainda mais em seu trabalho. E aí temos o dilema… encarar ou não encarar as consequências desse sentimento?
   Além disso, tem toda aquela questão do tráfico, que volta a tona de uma forma que me fez sentir como numa novela daquela bem punk… ou num filme de ação. Isso sem contar que ninguém é o que parece ser nesse livro… nem a própria Alexia!

“César não entendeu aquela reação dela. Estava fazendo uma brincadeira. Todos a chamavam assim e ele sabia. Só não sabia que ela não gostava. Pensou que ela sentia orgulho por ser tão onipotente. Por todos terem medo dela.”


“Alexia era a mulher mais contraditória que já tinha conhecido. Não sabia como lidar com ela. A cada minuto era uma experiência nova a seu lado.”

   Apesar de ser um livro hot, o que me surpreendeu nesse livro foi que a Luh soube dosar e muito bem as coisas. Apesar de ter cenas quentes, que eu ainda achei detalhada demais pro meu gosto, afinal é um gênero que não me sinto muito bem lendo (aí é questão de gosto mesmo), a autora tem uma escrita fluida e que você lê muito rápido. Sério, li esse livro no trem e terminei antes do esperado…

Toda minha
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

   Isso sem contar que já tava passando vergonha no trem, pois quando eram as cenas de ação mesmo, ela não economizava no “tiro, porrada e bomba”, além das revelações sobre os personagens, que me deixaram, literalmente, de queixo caído! E quem me conhece sabe que sou super transparente… então sim, fiquei de queixo caído, literalmente, no transporte público… sem contar as partes em que resmunguei e xinguei os personagens por algumas idiotices.
   E, além de me surpreender, esse é apenas o primeiro livro! Ele termina com uma cena de ação chocante, tipo fim de capítulo de novela, que você tem que comprar o jornal no dia seguinte, só para ler o resumo do próximo capítulo, sabe? Só que nesse caso, vou ter que pedir o segundo livro, pois tenho que saber o que acontece com esse povo todo!
   Bom, sobre o livro, é uma produção digital, disponível na plataforma da Amazon, assim como o segundo volume. Eu achei que a revisão está ok até certa parte… mais pro fim do livro tem alguns probleminhas de digitação, mas nada que atrapalhe muito a leitura, ainda mais porque estamos mais envolvidos com os acontecimentos… (rsrsrs)
   Os capítulos são curtos, porém me incomodou que a fonte é pequena demais… acho que ela poderia aumentar um pouquinho… e o título dos capítulos não são chamativos. Olhando de cara, parece que é a primeira frase da página que ficou fora de lugar…
   A capa é bem sugestiva, então já sabem que tem cenas quentes, mas pela resenha, sabem que tem muito mais que isso… aqui temos também ação, comédia, romance, suspense e até um pouquinho de drama…
   Eu recomendo a leitura, para os que amam hot, e para os que não amam, assim como eu, também. Tenho certeza de que você vai gostar do livro, pois ele realmente te surpreende… É aquele livro que pensa que é só o que tem na capa, e quando lê tem muito mais. Só não dou nota máxima, pois me incomodei com esses errinhos de diagramação, além de alguma cenas que achei meio desnecessárias…
   Mas vale quatro estrelinhas, com certeza!

   Sobre a autora: 
Luh Cardoso
Foto: Luh Cardoso/Divulgação

Natural de Porto Alegre e residindo atualmente no Sul de Santa Catarina. Sua paixão por romance se iniciou na adolescência e ela começou a escrever seus próprios romances, que se encontravam esquecidos em uma gaveta, até que em 2019 os lançou na Amazon e, para a sua surpresa, foram bem aceitos pelos leitores.  

Leia Mulheres

   Já conheciam Toda minha? E a série de livros da autora Luh Cardoso? Me contem aí! 😉

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui