23 de junho de 2020

Resumo das leituras de outono: 2020

   Olá meu povo, como estamos? Essa semana tivemos o início oficial do inverno, a estação mais fria e boa para assistir séries e ler um bom livro, acompanhadx de um chá/café quentinho. Além disso, é quando eu costumo fazer o resumo das leituras da estação anterior. Assim, trago o resumo das leituras de outono. =)

Leituras de outono - 2020
Foto: Creative Commons/Pixabay

9. Batman – Criaturas da noite 

Autor: Marie Lu 
Páginas: 239
Tipo: Impresso 
Skoob | Amazon | Resenha



Batman - Criaturas da noite - Marie Lu
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

As criaturas da noite estão caçando a elite de Gotham. Bruce Wayne é o seu novo alvo.
Bruce Wayne está prestes a completar 18 anos e herdar a fortuna de sua família, além do controle das indústrias Wayne. No entanto, no dia do seu aniversário, ele faz uma escolha impulsiva e é condenado a prestar serviço comunitário no Asilo Arkham, uma mescla de prisão e hospital psiquiátrico onde estão detidos os criminosos mais desequilibrados da cidade.
Lá ele conhece Madeleine, integrante das Criaturas da Noite, um grupo radical que deseja acabar com a elite de Gotham. Até então, a moça se recusava a confessar seus crimes ou informar à polícia os futuros ataques que planejavam, mas ela resolve se abrir para Bruce Wayne, dando início a um perigoso jogo de sedução e inteligência.
Será que o jovem Wayne vai conseguir convencê-la a revelar todos os seus segredos ou ela está apenas manipulando-o para arruinar Gotham? Enquanto o golpe final das Criaturas da Noite se aproxima, Bruce percebe que não é tão diferente de Madeleine. E, mesmo longe de se tornar o Cavaleiro das Trevas, precisará provar que está preparado para deter uma das maiores ameaças que Gotham já presenciou.

10. Passarinha

Autora: Kathryn Erskine
Páginas: 222
Tipo: Impresso


Passarinha
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai – a si mesma e todos a sua volta -, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido.
Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.
Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária.


11. Angellore – Divina conspiração: Prenúncio

Autora: Gabrielle Ruas
Páginas: 445
Tipo: Impresso

Angellore: Prenúncio - Gabrielle Ruas
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Enfim, Sophie descobriu o segredo guardado em sua alma, e ele envolve a localização da adaga Perdão Divino – o artefato mais desejado por Lúcifer. No desenrolar dos embates contra Zharon na livraria Cultura & Arte, os angellores não apenas venceram o lorde, como também se apoderaram da arma. Agora, restava-lhes definir que trilhas seguir para impedir a guerra vindoura e, desse modo, concluir sua missão na Terra. O que o grupo não imaginava, porém, era que um revés mudaria tudo: após um contra-ataque impensável, a Conspiração consegue reaver a peça-chave para a realização de seus propósitos.
Perante a gravidade das circunstâncias, Shamazel retorna a Äelysio, mesmo encabeçan-do a lista de fugitivos procurados pelo reino, a fim de convergir o apoio de Rhagel. Mal sabia que, ao tomar tal decisão, embarcaria na mais desafiadora empreitada de sua vida. Igualmente encurralado, Kan precisa ignorar os riscos de sua condição como desertor para se infiltrar no submundo belo-horizontino e, por meio disso, reunir pistas dos conspiradores, ao mesmo tempo que encara os próprios demônios para libertar a segunda etapa da Extirpadora.
Nesta sombria sequência de Angellore, cada esforço se torna uma alegoria do tempo que resta ao grupo liderado por Wezhoriel, e ele corre vertiginosamente. Logo, terrenos e sobrenaturais perceberão que seus temores constituem não o fim, e sim o prenúncio de um caos maior.

Leituras de outono - 2020

12. Teu silêncio, minha resposta

Autor: Fábio Abreu
Páginas: 268
Tipo: Digital
Teu silêncio, minha resposta - Fábio Abreu
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

O medo não é o maior nem o mais forte sentimento que há nos homens. Mas quando não existe a força necessária para vencê-lo, pode ser devastador. Mayara e Cristian provaram do profundo mal que ele pode causar: a dor, a separação e o fim do que mudaria suas vidas para sempre, o amor verdadeiro. Sem Mayara, Cristian se viu em pedaços num mundo sombrio e depressivo, onde apenas o silêncio e a dor lhe faziam companhia. Quando, enfim, libertou-se do casulo, tecido com os fios de sua tristeza, decidiu procurar por um recomeço. Na intenção de reunir forças e juntar seus pedaços, partiu em viagem para Creta, um lugar especial, que ambos planejavam conhecer. Só não esperava que seu passado batesse a sua porta, da maneira mais inesperada possível. Os sentimentos e a razão se confundem ao conhecer uma nova mulher. Tudo o que Cristian havia almejado se desfaz e sua vida toma uma nova direção.
Ele será capaz de vencer a batalha travada, no silêncio do seu coração?

13. Caçadores de humanos

Autora: Stephane Lopes
Páginas: 245
Tipo: Digital 


Caçadores de humanos - Stephane Lopes
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

No Mundo dos Vivos, humanos dominam sob o sol.
No Mundo dos Mortos, criaturas dominam sob a lua.
Cada um com suas regras, suas crenças e seus preconceitos. Os dois mundos vivem em paz por um acordo feito há mais de mil anos, mas agora que um novo rei está para tomar o trono do Mundo dos Mortos o acordo precisa ser renovado e o preço é uma vida humana.
No Mundo dos Vivos Melinda é tratada como louca, sua mãe foi queimada como bruxa e todos acreditam que ela seja a próxima. Já sua irmã, Alice, parece se dar muito bem com o mundo dos vivos, sendo querida por todos e se colocando disposta a casar com alguém que não ama para poder dar uma vida melhor para a própria família. Duas vidas, um destino. Uma delas se tornará a vilã que irá trazer o fim dos dois mundos e embora essa jornada seja sobre a única vilã que conseguiu exatamente o que ela queria, deve-se colocar em pauta que nem tudo é como achamos que é e entre morte, vida, poder, sexo, perdão, amor, ódio, vingança e uma mistura de sangue vermelho e sangue azul, será que uma bruxa vai ser capaz de sobreviver entre os caçadores de humanos?

14. Palácio de areia

Autora: Raffa Fustagno
Páginas: 107
Tipo: Digital 


Palácio de areia
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna
Pureza (Annelisa)e Frieza (Elzalina) são filhas do governador mais corrupto que Arenlândia já conheceu: Olafo Filho. As irmãs têm sentimentos diferentes em relação às roubalheiras do pai. Em meio a esquemas de propina, compras de joias sem limite, uso de helicópteros indevidamente e muitas outras ostentações, nossa história nos leva até o Palácio de Frozuara onde nem tudo que acontece por lá, ficará de fato por lá. Graças à uma filha que não concorda com o que a família apronta com o povo e um segurança charmoso de esquerda chamado Cristolfo, essa história não terá final feliz para todos
 

15. As primeiras aventuras de Arséne Lupin – O ladrão de casaca

Autor: Maurice Leblanc
Páginas: 267
Tipo: Impresso 
As primeiras aventuras de Arsène Lupin
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna
Brilhante, audacioso, sedutor, mestre do disfarce e do jiu-jítsu, Arsène Lupin é a irônica resposta francesa a Sherlock Holmes: um ladrão refinado e anarquista, espécie de Robin Hood da Belle Époque. Nas nove histórias que compõem essas primeiras aventuras, o irresistível anti-herói atormenta seus oponentes, zomba das convenções estabelecidas, ridiculariza a burguesia e ajuda os mais fracos. E ainda enfrenta um grande detetive inglês, não por acaso chamado Sherlock Sholmes. Essa edição traz texto integral, excelente tradução de André Telles e Rodrigo Lacerda, vencedores do Prêmio Jabuti, apresentação de Lacerda, posfácio de Maurice Leblanc e cronologia de vida e obra do autor, capa dura e acabamento de luxo.

16. O despertar de Penélope

Autora: Bel Costa 
Páginas: 271
Tipo: Digital 


O despertar de Penélope
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

O despertar de Penélope mostra a vida de uma jovem adulta que viveu toda a vida se escondendo dos seres humanos por ter uma peculiaridade que os colocaria em risco. Ao contrário da vida oculta de Penélope, o seu primo Giovanni Piasolini ama estar sob os holofotes e usa a sua fama, por ser jogador de Hockey do Toronto Black Bulls, para sugar a vida dos inocentes sem medo algum de ser descoberto.
Em meio a todo esse conflito de valores entre os dois, surge Jason, um jovem professor que de forma inacreditável, é imune ao que eles podem fazer. E isso gera ainda mais drama para toda a história, visto que há uma inegável atração entre Penélope e Jason.
Junte-se a eles para acompanhar o começo de uma história de amor cheia de mistério e energia.

17. O mágico de Oz

Autor: L. Frank Baum 
Páginas: 223
Tipo: Impresso



O mágico de Oz - L. Frank Baum
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

“Quando estava na metade do caminho, ouviu-se um grito fortíssimo do vento e a casa sacudiu com tanta força que Dorothy perdeu o equilíbrio e caiu sentada no chão. E então uma coisa muito estranha aconteceu. A casa rodopiou duas ou três vezes e começou a levantar voo devagar, Dorothy teve a sensação de que subia no ar a bordo de um balão.”
Um ciclone atinge a casa onde Dorothy vive com os tios e ela e seu cachorro Totó são levados pela ventania e param na Terra de Oz. Por lá, Dorothy faz novos amigos – o Espantalho, o Lenhador de Lata e o Leão Covarde -, encara perigos, vive histórias fantásticas e precisa enfrentar seus próprios medos. Depois de tantas aventuras, a menina descobre que seus Sapatos de Prata têm poderes mágicos e podem levá-la para qualquer parte. Mas não existe melhor lugar no mundo do que a própria casa.
Um clássico indiscutível para todas as idades.

18. A metamorfose

Autor: Franz Kafka
Páginas: 34
Tipo: Digital 


A metamorfose - Kafka
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

A Metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. O texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante – o famoso Gregor Samsa – transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana – tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.

19. Assassinos de Anúbis

Autor: Everton Gullar 
Páginas: 248
Tipo: Digital 


Assassinos de Anúbis - Everton Gullar
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna



Safir é vitimado por um câncer agressivo nos pulmões e se vê com os dias contados. Restam-lhe em torno de 90 dias. Para passar seu tempo, decide cultivar pés de tomate-cereja, renega qualquer tratamento ou intervenção cirúrgica. Mas, com o retorno de Juliana, seu grande amor, com quem foi casado e traído, Safir sobrevive, porém já não é mais o mesmo. Algo mudou de forma grave, ele decide marchar contra o sistema. Trilha um caminho sem volta, vivendo entre o bem e o mal.
Até conhecer Lauro, o presidente do Hospital de Transplante do Estado que percebe suas qualidades, um poderoso soldado, e convida-o para fazer parte dos Assassinos de Anúbis, organização secreta que age pelas sombras da sociedade, lutando contra a corrupção e a falta de órgãos no banco de transplantes. Os políticos corruptos passam a ser julgados por Anúbis e podem ser devorados por Ammit.
 

20. Arsène Lupin contra Herlock Sholmes

Autor: Maurice Leblanc
Páginas: 306
Tipo: Impresso 



Arsène Lupin contra Herlock Sholmes
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

O ladrão de casaca enfrenta o maior detetive de todos os tempos
Arsène Lupin é o ladrão de casaca mais famoso e admirado que o mundo já conheceu. Genial e sedutor, ele age de acordo com suas próprias leis, mas sempre obedecendo a um código de honra cavalheiresco. Nesse volume, o segundo da série, Lupin trava um inesquecível duelo com seu arquirrival, o detetive inglês Herlock Sholmes, em duas histórias mirabolantes e muito divertidas: “A Mulher Loura” e “A lâmpada judaica”. Levará a melhor quem for mais rápido – no poder de raciocínio e dedução ou, se necessário, com os punhos.
Essa aventura de um dos personagens mais clássicos da literatura policial traz o texto integral em primorosa tradução de André Telles e Rodrigo Lacerda – vencedores do Prêmio Jabuti -, apresentação e cronologia de vida e obra do autor. A versão impressa apresenta ainda capa dura e acabamento de luxo

21. Solo raso

Autor: Sandro Muniz
Páginas: 227
Tipo: Digital 
Skoob | Amazon | Resenha 


Solo raso - Sandro Muniz
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Uma ilha paradisíaca, praias, montanhas, florestas verdes… mas suas conexões com o passado terão um grande preço. Poderia esta ilha ser uma Arca de Noé invertida?
O que é uma mãe privada de seus filhos? O que é um povo privado de seu passado? Por que florestas explodem sem explicação?
Após um episódio traumático e violento, o arqueólogo Pedro Gilga Sacks é transferido para longe de sua família. O que deveria ser uma rotina de trabalho tranquila logo se revela uma teia de segredos conforme Pedro descobre que a Ilha onde deveria recomeçar enfrenta problemas maiores que a retirada de suas terras, desmanche da ilha, para aterros no continente.
Moradores evitam se aventurar pela mata ― os que se atrevem voltam com marcas permanentes. Isso quando conseguem sobreviver.
Poderia ter ocorrido em solo brasileiro uma grande guerra mundial?



   Confesso que fiquei impressionada com o tanto de livro que li nessa estação. Em tempos de correria, que seria normal do ano, eu não teria lido tantos livros assim antes de junho. 
   Apesar de não ler na velocidade que eu queria no começo, só depois foi que entrei no ritmo do home office e passei a ler mais e melhor, ainda me espantei na contagem. 
  O nosso paginômetro ficou assim: 
Resumo das leituras de outono - 2020
  Em relação ao resumo das leituras de verão, temos uma diferença gritante na quantidade de páginas lidas. Já o balanço de livros lidos ficou quaaaase equilibrado entre físicos e digitais. Mas é bom, pois estou conseguindo manter a meta de ler os livros encalhados na estante. =)
  E essas foram minhas leituras de outono. E vocês, leram bastante no outono também? Leram mais do que se estivessem na rotina corrida? Me contem aí! 
  
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui