13 de dezembro de 2022

Retrospectiva 2022 | Decepções Literárias

    Olá meu povo, como estamos? Hoje damos início à retrospectiva literária do Mundinho da Hanna. Esse ano, em vez de fazer um único post bem longo, decidi falar ao longo de dezembro como foram minhas aventuras literárias em 2022.  Para começar, decidi colocar fogo no parquinho (rsrsrs), trazendo minhas maiores decepções literárias do ano
Retrospectiva 2022 | Decepções Literárias
Foto: Creative Commons/Pixabay

Retrospectiva 2022 | Decepções Literárias

1. Quando Ninguém Está Olhando – Alyssa Cole

Quando Ninguém Está Olhando | Alyssa Cole
Foto: Divulgação

Sydney Green nasceu e foi criada no Brooklyn, em Nova York, mas cada vez que ela pisca os olhos seu amado bairro parece mudar. Condomínios se espalham como erva daninha, placas de “vende-se” surgem da noite para o dia e os vizinhos que ela conhece a vida toda estão sumindo.

Para manter de pé tanto o passado quanto o presente da comunidade, Sydney decide canalizar sua frustração planejando um passeio guiado em que pretende contar a verdadeira história do local. Só que, para tornar o projeto realidade, vai precisar aturar seu novo vizinho, Theo, como assistente.

A pesquisa dos dois, entretanto, logo se transforma. O que era apenas uma distração vira uma história de paranoia e medo. No fim das contas, talvez os vizinhos não tenham se mudado para outros bairros e a revitalização do lugar seja mais mortal do que eles imaginaram.

Seriam apenas coincidências ou sinais de uma grande conspiração? Sydney pode confiar em Theo, ou ela também corre o risco de desaparecer? Quando ninguém está olhando nos conduz por um enredo hipnotizante e surpreendente, que aborda com perspicácia a violência racial e as assimetrias sociais, em uma sequência de eventos instigantes que aos poucos dão forma a um cenário de completo horror.

   Peguei esse livro para ler junto ao @clube.lendo.com.os.morcegos. No entanto, me senti vítima de uma propaganda enganosa, pois acreditava ser um suspense de tirar o fôlego (assim como a editora vendia o livro). 

   Porém tive a sensação de ler dois livros emendados: um drama bem sofrido e um thriller corrido. O livro em si não é ruim. Só acho que a editora teria mais sucesso com a obra vendendo pelo que realmente é, um drama. [Resenha completa]

2. Artemis – Andy Weir

Artemis | Andy Weir
Foto: Divulgação

Jazz Bashara nunca desejou ser uma heroína. na verdade, ela é uma criminosa, uma pequena contrabandista.

A vida em Artemis, a primeira e única cidade na lua, é difícil se você não for um turista ou um empresário rico, ainda mais se está com dívidas e seu trabalho mal cobre o aluguel.

Por isso, quando surge a oportunidade de ganhar uma enorme quantia cometendo o crime perfeito, Jazz não consegue recusar. A questão é que esse delito é apenas o começo de seus problemas, pois a fará cair no meio de uma conspiração pelo controle de artemis.

Impulsionada pela narrativa sarcástica da protagonista, ambientada em uma cidade imaginária, mas extremamente familiar, Artemis é outra mistura irresistível de ciência, suspense e humor de Andy Weir, o autor de Perdido em Marte.

   Comprei esse livro na Bienal de 2019. Adorei a edição e como nunca tinha lido nada do autor, não sabia o que esperar. Fiquei bem feliz quando ele foi o mais votado pelo #12livrospara2022, pois finalmente leria o coitado, encalhado na estante desde então. 
   Mas pense na minha decepção ao encontrar um conjunto de piadas machistas e constrangedoras. Além disso, o autor não mediu o uso de termos preconceituosos em relação ao Brasil, os quais mostram que ele nem se deu ao trabalho de jogar o Google alguns costumes sobre o país que queria abordar no livro. [Resenha completa]

3. Sangue Ruim – E. O. Chirovici

Sangue Ruim | E. O. Chirovici
Foto: Divulgação

Em Sangue ruim, um renomado psicólogo se embrenha em uma investigação para desvendar um crime do passado. Em uma noite chuvosa em Nova York, o psicólogo James Cobb concede uma palestra sobre a arte de recuperar uma memória perdida. Depois do evento, ele é abordado por um desconhecido. O homem é Joshua Fleischer, um respeitado filantropo norte-americano que está à beira da morte e precisa desvendar um mistério: quarenta anos antes, ele acordou em um quarto de hotel com uma mulher morta e nenhuma lembrança do que aconteceu. Ele não pode morrer sem saber se não passou de uma testemunha ou se foi o assassino. Joshua sabe que não pode confiar na própria memória. Muito menos em outras pessoas.

Então, como saber o que de fato aconteceu naquela noite? Intrigado, James começa a desenrolar os fios emaranhados desse mistério de décadas atrás. Mas todos os envolvidos têm histórias diferentes a contar e cada fato que ele descobre tem várias interpretações. Conforme seu interesse se torna uma obsessão e segredos de seu próprio passado são trazidos à tona, ele começa a suspeitar que alguém enterrou a verdade fundo o suficiente para escondê-la para sempre.

   Esse também foi lido pelo @clube.lendo.com.os.morcegos. E acho que as moderadoras não deram muita sorte na escolha dos títulos (rsrsrs). Nunca tinha lido nada do autor, mas ele é muito aclamado por outro sucesso, ‘O Livro dos Espelhos‘. 
   Assim, criei certa expectativa com o segundo publicado dele aqui no Brasil. No entanto, tomei foi um balde de água fria, isso sim. No começo é um suspense fantástico, porém ele desanda e beira a uma revista de fofocas. [Resenha completa]

4. Oito Assassinatos Perfeitos – Peter Swanson

Oito Assassinatos Perfeitos | Peter Swanson
Foto: Divulgação

Na trama, um livreiro se vê envolvido em uma investigação do FBI, pois um assassino dotado de uma mente doentia e brilhante passa a seguir sua lista com os assassinatos mais engenhosos da ficção policial. Há algum tempo, antes de se tornar sócio da Livraria Old Devils, localizada em Boston – uma meca para os fãs de mistério –, o aficionado por romances policiais, Malcolm Kershaw, também conhecido como Mal, escreveu um artigo para o blog da livraria com uma lista dos assassinatos literários mais insolúveis, quase impossíveis de serem decifrados – que ele chamou de “Oito Assassinatos Perfeitos”. Para surpresa de Mal, Gwen Mulvey, uma agente do FBI, bate à sua porta em um dia de inverno em fevereiro. Ela quer sua ajuda para desvendar uma possível relação dessa antiga lista com uma série de assassinatos não solucionados. E Gwen não é a única que tem interesse por esse livreiro… O assassino está lá fora, observando cada um de seus passos.


    Não posso reclamar que a editora fez propaganda enganosa dessa vez (rsrsrs). Ela deixou bem claro que poderiam ter spoilers de thrillers famosos. Mas a quantidade é tão absurda, que me senti lendo os outros livros citados e esqueci da trama principal. [Resenha completa]

5. O Apartamento de Paris – Lucy Foley

O Apartamento de Paris | Lucy Foley
Foto: Divulgação

Após os best-sellers A última festa e A lista de convidados, também lançados pela Intrínseca, Lucy Foley agora apresenta uma trama instigante sobre uma jovem inglesa que vai à França em busca de um recomeço. Sozinha, sem emprego e sem dinheiro, Jess pede abrigo ao meio-irmão, Ben, que não parece muito animado para recebê-la em seu apartamento em Paris.

Quando chega à cidade, Jess descobre que o irmão mora em um lugar que ela jamais imaginaria que ele teria condições de pagar. E o mais intrigante: embora a carteira e as chaves estejam ali, não há nenhum sinal do rapaz.

Quanto mais tempo o irmão continua desaparecido, mais Jess tenta seguir seus passos e mais perguntas surgem em sua mente. Os vizinhos formam um grupo bem eclético, mas não são exatamente amigáveis, e em pouco tempo aquela investigação coloca a jovem em situações cada vez mais delicadas.

Em meio à sua busca cada vez mais misteriosa e sem saber em quem confiar, Jess acaba construindo relações diversas com os moradores. Mas em um prédio em que as paredes parecem ter segredos sufocados e olhos sempre atentos, a desconfiança pode ultrapassar as raias da paranoia.

Ela pode até ter ido para Paris com a intenção de escapar do passado, mas talvez o futuro de seu irmão é que esteja em jogo. Todos são vizinhos. Todos são suspeitos. E todos têm algo a esconder.

   Também foi meu primeiro contato com as obras da autora. Sempre ouvi falar que ela estava seguindo um caminho ao estilo do Charlie Donlea e melhorando a cada livro. Sendo esse o mais recente, pensei que encontraria um suspense de tirar o fôlego, porém não foi bem assim. 
   A trama foi boa e convincente até certo ponto. Mas ela se perde no meio do caminho e transforma a trama em um conto de fadas. Além disso, os personagens parecem ter açúcar, ou nenhuma dignidade, para se sujeitarem a tantas humilhações que qualquer um com bom senso teria se negado. [Resenha completa]

6. Os Criminosos de Novembro – Sam Munson

Os Criminosos de Novembro | Sam Munson
Foto: Divulgação

O jovem Addison Schacht tem 18 anos de idade e está terminando o ensino médio. Preenchendo o formulário para concorrer a uma vaga na universidade, ele para em uma das perguntas: “Quais são suas maiores qualidades e seus piores defeitos?”. Enquanto pensa na sua trajetória até ali e decide se deve ou não continuar os estudos, o rapaz vai levando a vida, vendendo drogas na escola, arrumando briga com os professores e tentando entender sua relação com a melhor amiga Digger (eles são só amigos, viu?).
Mas quando Kevin, um colega de turma, é assassinado, Addison decide fazer uma investigação por conta própria. E, quanto mais ele descobre a respeito desse mistério, mais mergulha em questões ocultas de seu próprio passado.

   Esse eu não conhecia, nem a adaptação. Peguei por acaso, como troca do Skoob e aproveitei que foi votado no 12 Livros para desencalhar da estante. A premissa é boa, mas para por aí. Passei mais tempo lendo os devaneios do protagonista do que a investigação em si. Os detetives são uns bananas e o desfecho é tão abrupto e impossível, que me deu até um susto. [Resenha completa]
   E essa foi minha listinha de decepções. Já leram algum deles? E tiveram alguma decepções literária em 2022? Me contem aí! 

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui