1 de dezembro de 2022

Scrooged | Vi Keeland e Penelope Ward

Olá meu povo, como estamos? O mês de novembro está no fim e isso significa que o clima de Natal está chegando, cheio de indicações de livros temáticos por aqui. Para começar, vamos falar sobre ‘Scrooged’, meu primeiro contato com as obras de Vi Keeland e Penelope Ward.

 

Scrooged | Vi Keeland e Penelope Ward
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

61/24
Livro: Scrooged
Autoras: Vi Keeland e Penelope Ward
Tradutora: Sophia Paz
Editora: Charme
Ano: 2021
Páginas: 137
Skoob | Compre na Amazon
 
 

 

Sexy Scrooge

A última coisa que eu precisava era compartilhar um Uber com Scrooge — um advogado metido, bem na véspera de Natal, e numa nevasca. Já era bem ruim eu estar a caminho do tribunal para ser despejada. Embora, talvez, hoje não fosse um dia tão ruim, afinal de contas. O Sexy Scrooge e eu começamos a nos conectar à medida que atravessávamos uma tempestade de neve. Nossa viagem estava prestes a terminar. Mas será que eu o veria novamente?


The Merry Mistake

Nota para mim mesma: peça óculos para o Papai Noel este ano. Quando eu acidentalmente confundi um homem lindo descansando do lado de fora do meu prédio com um sem-teto que precisava de um almoço, nós discutimos. Eu só estava tentando fazer uma boa ação nas festas de fim de ano, mas ele me chamou de hipócrita. Eu o chamei de algo muito pior. Se ao menos eu não tivesse que vê-lo novamente. Mas o destino tinha outros planos.



Kissmas in New York

Era apenas para ser um simples beijo com um estranho.

Eu fiz isso para provar um ponto — que eu não tinha perdido meu senso de aventura. Mas você sabe o que dizem sobre os planos mais bem elaborados. Talvez eu conseguisse um presente na minha meia depois de todas as festas de fim de ano…

 

 
 

 

Scrooged | Vi Keeland e Penelope Ward

 

 
E vamos entrando no clima natalino com uma leitura bem amorzinho e de “final feliz’” garantido? ‘Scrooged’ é uma obra lançada ano passado, escrita pela dupla Vi Keeland e Penelope Wardm, que só conheci esse ano, depois de ler a resenha no Moonlight Books
   
Além disso, foi meu primeiro contato com as obras das autoras. Então, não sabia bem o que esperar, apesar das expectativas lá no alto, influenciada pela opinião da Cida.
   
Aqui, a história acontece em três contos, onde acompanhamos a trajetória de protagonistas completamente distintas. No primeiro, ‘Sexy Scrooge’, conhecemos Meredith e Adam, que chamam um Uber compartilhado por acidente (ao menos por parte do rapaz).
   
Ambos estão atrasados para um compromisso inadiável em plena véspera de Natal. Contudo, acabam ficando presos no trânsito mais tempo do que o esperado, devido a uma forte nevasca. Isso é tempo suficiente para certas coisas serem discutidas, desde as mais inúteis até as mais importantes. O que me lembrou bastante aquelas amizades de fila de banco/padaria, onde começamos sem saber nem o primeiro nome da pessoa, mas terminamos torcendo para que consiga o emprego ou a cirurgia tão esperada (rsrsrs).

 

“Isso mostra… que você nunca sabe o que as pessoas passaram.”

 

 

Já em ‘The Merry Mistake’ conhecemos Piper e Mason, um casal bem daquele clichê enemies to lovers. Tudo começa quando a mocinha resolve fazer o bem para humanidade e ajudar um sem teto.
   
No entanto, o morador de rua em questão não gosta nadinha de ter sido abordado da forma que foi. Ambos brigam mais do que cão e gato e a vida segue, sem que precisem se ver novamente. Ao menos é o que eles pensavam, até descobrirem que tem um ponto em comum (bem simpático para falar a verdade).
   
Por fim, ‘Kissmas in New York’ traz o Natal pelo ponto de vista de Margo e Chet, que se esbarram da forma mais ou menos crível de todos os contos. No entanto, nem tudo são flores e eles precisarão crescer e amadurecer um pouco antes de enxergarem o que a vida quer mostrar.

 

“Não vou me contentar com nada menos do que um homem em quem eu possa confiar.”

 

 

Para quem nunca tinha lido as obras das autoras, achei que a dupla mandou muito bem em ‘Scrooged’. Levando em consideração que era uma comédia romântica, já era de se esperar alguns clichês, como a protagonista atrapalhada, a química instantânea e o final feliz garantido.
   
Porém, a forma como isso foi feito me impressionou. As autoras conseguiram trabalhar de modo espetacular as três tramas e inseriram fatos plausíveis da vida real. Assim, temos diversos perrengues por conta das festas de Natal e pessoas nada perfeitas, tentando serem felizes, mesmo sem saber como. Ainda, os contos tiveram começo, meio e fim bem definidos, mesmo com pouco espaço.
   
Meredith é uma moça que já apanhou muito da vida, em todos os sentidos. Tudo o que ela mais desejava era que seu final de ano fosse tranquilo e de paz, mas parece que o sonho fica distante a cada minuto.
 
 
Scrooged | Vi Keeland e Penelope Ward
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
Sobretudo por conta do seu jeitinho conformado demais de ver o mundo (o que muito me irritou para falar a verdade). Além disso, ela é tão atrapalhada que me dá vergonha alheia em diversos momentos (apesar de ter rido um bocado com isso).
   
Adam, por outro lado, é o típico rapaz saído quase que de um conto de fadas. Tem solução para tudo e está sempre disposto a salvar o dia. Mas devo admitir que é um bom equilíbrio para a Meredith, em especial por dar os sacodes verbais que eu gostaria de dar na mocinha.
   
Piper, por sua vez, quer ser a Mulher Maravilha do mundo moderno, no entanto a forma como faz isso pode soar mais pedante e egoísta do que realmente uma boa ação. Assim, o clima de inimizade entre ela e Mason é esperado e rende muitas cenas cômicas.
   
Aqui, aliás, devo dizer que o ponto em comum entre eles me ganhou. É um personagem muito fofo e que eu queria guardar num potinho. Aos poucos, entendemos o porquê de cada um ser do jeito que é e passamos a torcer pelo casal.

 

“Eu teria ido a qualquer lugar que ela pedisse apenas para vê-la novamente.”

 

 

No entanto, de todas as mocinhas, a que mais gostei foi Margo. É uma mulher com a idade mais próxima da minha e tentando seguir em frente depois de um casamento fracassado. Apesar disso, tem seus momentos de adolescente quando se junta à sua melhor amiga, o que lhe rende cenas constrangedoras e desnecessárias.
   
Chet, entretanto, é um homem lindo, charmoso e inteligente, mas parece não saber o que fazer com tantos atributos. Aliás, contrariando os dois contos anteriores, onde a versão atrapalhada ficava por conta da moça, nesse o papel é cumprido (e com louvor) pelo rapaz, o que foi um elemento inesperado. Felizmente ambos crescem e aprendem que a vida não tem paciência para certas atitudes, muito menos para o medo de ser adulto.
   
Todas as histórias são ótimas, fluidas e muito bem desenvolvidas. A química dos casais é mais rápida que miojo, mas acontecem de uma forma convincente e até fofa. Os desfechos são abertos, porém aceitáveis, dando a entender que esse não é necessariamente um final, contudo apenas uma fase da vida que
terminou bem. Um ponto que me ganhou, por tirar aquele gostinho de contos de fadas, normalmente encontrado em livros do gênero.

 

“Isso só mostra que, com um pouco de sorte, os contos de fadas podem se tornar realidade[…].”

 

 

Me chamou atenção que todos os contos possuem cenas mais quentes, algo que prefiro evitar em literatura, devido a experiências não muito boas. Porém, as autoras mostraram a que vieram e escreveram cenas nem um pouco forçadas, o que garantiram diversos pontos para a leitura. Falando sobre o livro em si, acho que também foi minha primeira experiência com os títulos da Charme. 
 
Scrooged | Vi Keeland e Penelope Ward
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 
 
Então, posso falar que a diagramação é espetacular, bem como o trabalho de revisão. A capa é do tipo “sexy sem ser vulgar”, com um desenho bem natalino, porém sem perder a essência do que encontraremos nos contos.
   
Em resumo, eu adorei, tanto o primeiro contato com a escrita da dupla, quanto o livro da editora. Recomendo a leitura, especialmente se você procura livros com temática de Natal e com uma pegada mais quente no meio do caminho. Já tinham lido algo das autoras? Qual livro delas mais gostaram? E tem alguma indicação de literatura natalina? Me contem aí! 
 

 

 

 
 
Texto revisado por Emerson Silva
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Os Garotos do Cemitério | Aiden Thomas

Quotes #19: Os Garotos do Cemitério

Olá meu povo, como estamos? Os Garotos do Cemitério […]

Os Escolhidos | Pedro P.R.

Os Escolhidos | Pedro P.R.

Olá meu povo, como estamos? Hoje eu trago a […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui