23 de maio de 2019

TAG Finais desastrosos

   Olá meu povo, como estamos? Hoje eu vou fazer uma TAG meio diferente, que vi no blog Nuvem Literária, da Ju Cirqueira.
    Na realidade está mais para um Top 5 do que para uma TAG, já que a ideia central é mostrar os 5 finais mais desastrosos para mim, seja porque me deixaram triste ou serem trágicos… ou simplesmente não ter nada a ver com o que eu esperava do livro o tempo inteiro…

TAG Finais desastrosos
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

1. O homem do castelo alto – Philip K. Dick 





O homem do castelo alto
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Neste livro que é considerado por muito o melhor trabalho do autor, Dick apresenta um cenário sombrio: a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelos Nazistas. O mundo vive sob o domínio da Alemanha e do Japão. Os negros são escravos. Os judeus se escondem sob identidades falsas para não serem completamente exterminados. É nesse contexto que se desenvolvem os dramas de vários personagens. Ao apresentar uma versão alternativa da história, Dick levanta a grande questão: “O que é a realidade, afinal?”






    Pense num livro que você vai entender absolutamente nada… Acho que a ideia inicial é muito boa, o autor tem vários filmes adaptados nas telonas e telinhas, com filmes baseados em finais alternativos de fatos históricos reais. Nesse caso, teríamos uma versão de como seria o mundo se a Alemanha tivesse ganho a 2ª Guerra Mundial. O livro flui bem até certo ponto, mas o final confesso que foi bastante complicado de entender, viu? 

Skoob | Resenha | Amazon





2. A garota no trem – Paula Hawkins 



A garota no trem
Foto: Divulgação

   

Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio por galpões, caixas d’água, pontes, casebres e aconchegantes casas vitorianas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, “A garota no trem” é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.



   Esse livro foi bem aclamado, as pessoas elogiaram um bocado, virou filme e tudo… Mas como minha mãe disse que não sou todo mundo… Eu não gostei nem um pouco, seja do desfecho, muito menos do decorrer da história desse livro. Tenho até hoje ranço de todos os personagens, o final me deixou foi assustada, achei trágico, e fique com muito medo dele…

Skoob | Resenha | Amazon





3. A garota do lago – Charlie Donlea 



A garota do lago
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

ALGUNS LUGARES PARECEM BELOS DEMAIS PARA SEREM TOCADOS PELO HORROR…Summit Lake, uma pequena cidade entre montanhas, é esse tipo de lugar, bucólico e com encantadoras casas dispostas à beira de um longo trecho de água intocada.Duas semanas atrás, a estudante de direito Becca Eckersley foi brutalmente assassinada em uma dessas casas. Filha de um poderoso advogado, Becca estava no auge de sua vida. Atraída instintivamente pela notícia, a repórter Kelsey Castle vai até a cidade para investigar o caso.E LOGO SE ESTABELECE UMA CONEXÃO ÍNTIMA QUANDO UM VIVO CAMINHA NAS MESMAS PEGADAS DOS MORTOS…E enquanto descobre sobre as amizades de Becca, sua vida amorosa e os segredos que ela guardava, a repórter fica cada vez mais convencida de que a verdade sobre o que aconteceu com Becca pode ser a chave para superar as marcas sombrias de seu próprio passado…



   Outro livro que prometia um bocado, Charlie Donlea é super famoso… Mas o livro de estreia dele é uma droga… O final é trágico… mas foi beeeem jogado, não tem muito a ver com o início da história, e continua parecendo que foi apenas encaixado ali de última hora, pois o autor tinha prazo de mandar para a editora. Pode até ser que os outros livros dele sejam melhores e tal, mas o primeiro… não é tão bom assim não… e o final muito menos…  



Skoob | Resenha | Amazon





4. Os assassinos do cartão postal – James Patterson e Liza Marklund



Os assassinos do cartão postal
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Uma viagem para conhecer as mais belas cidades da Europa é o sonho de qualquer pessoa. Porém, o detetive da NYPD Jacob Kanon não está interessado nos pontos turísticos. Após receber a notícia do brutal assassinato de sua filha e namorado, mortos em Roma, Kanon viaja para o Velho Continente para tentar juntar pistas sobre o crime que mudou sua vida. E a onda de assassinatos está só começando: jovens casais são encontrados mortos em Paris, Copenhague, Berlim e Estolcomo.Os crimes parecem não estar conectados, com exceção de um cartão-postal enviado para o jornal local da cidade de cada nova vítima. Quando a repórter sueca Dessie Larsson recebe um postal, Kanon junta forças com a jornalista e partem para o novo destino para tentar capturar o serial killer.





   Quando comprei esse livro, estava cheia de expectativas… mas me decepcionei um bocado com o final… Mais um que tem o final jogado demais, que era para ser surpreendente, era para ser incrível… Mas foi nada com nada… Continuo achando que só ficou famoso por causa do nome do James Patterson na capa… me julguem…  

Skoob | Resenha | Amazon







5. Uma dobra no tempo – Madeleine L’ Engle 

Uma dobra no tempo
Foto: Hanna Carolina/Mundinho da Hanna

Um clássico da fantasia e da ficção científica emerge!Era uma noite escura e tempestuosa; a jovem Meg Murry e seu irmão mais novo, Charles Wallace, descem para fazer um lanche tardio quando recebem a visita de uma figura muito peculiar.“Noites loucas são a minha glória”, diz a estranha misteriosa. “Foi só uma lufada que me pegou de jeito e me tirou da rota. Descansarei um pouco e seguirei meu rumo. Por falar em rumos, meu doce, saiba que o tesserato existe, sim.”O que seria um tesserato? O pai de Meg bem andava experimentando com a quinta dimensão quando desapareceu misteriosamente… Agora, com a ajuda de três criaturas muito peculiares, chegou o momento de Meg, seu amigo Calvin e Charles Wallace partirem em uma jornada para resgatá-lo. Uma jornada perigosa pelo tempo e o espaço. Uma dobra no tempo é uma aventura clássica, que serviu de inspiração para os mestres da fantasia e da ficção científica do mundo, agora adaptada para os cinemas pela Disney. Junte-se à família Murray nesta jornada, entre criaturas fantásticas e novos mundos jamais imaginados.



   Minha mais recente decepção com final… Eu sei que é um livro direcionado ao público infantil, então o final teria que ser feliz… mas eu ainda acho que ficou muito solto… Poderia ter amarrado melhor as pontas, ainda mais para deixar com aquele gostinho de “quero mais”, para ler os demais livros da série… 



Skoob | Resenha | Amazon

  Então, estes foram os 5 finais desastrosos para mim. E vocês, tem algum livro que te decepcionou, ou te deixou triste? Me conta aí!

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui