28 de dezembro de 2019

Theatro Municipal: Ballet Giselle

   Olá meu povo, como estamos? Hoje nosso colunista Erik Lourenço trouxe uma experiência incrível, que ele eve ao assistir uma peça clássica, apresentada no Theatro Municipal, o Ballet Giselle. 

Ballet Giselle
Foto: Erik Lourenço/Mundinho da Hanna


Ballet Giselle


Clássico do ballet romântico

Estreia: 1841, em Paris
Libreto: Théopille Gaurtier (texto para ópera, musicais e etc.)
Música: Adolphe Adam


Ballet Giselle

1º ATO

Giselle é uma linda moça que mora em Alsácia, na França. Ela vive com sua mãe, Bertha, seu namorado, Hilarion e suas amigas. De junho a outubro são os meses de colheita de uva na França. As festas chamam atenção de muitas pessoas, inclusive os nobres. Um nobre se encanta por Giselle e ele se passa por lenhador, chamado de Loys, para se aproximar dela, mas o real nome dele é conde Albrecht.
Giselle se apaixona pelo lenhador, no entanto, a mãe dela sabe que ele na verdade é o conde Albrecht, e Bertha tenta desmascarar o conde, mas Giselle preferi acreditar no lenhador. Contudo, o lenhador/conde se apaixona por Giselle e, com medo de perdê-la, prefere manter a farsa.
Uns séquitos de caçadores nobres chegam a Alsácia. Giselle e Bertha têm regozijo em receber os nobres em sua residência, e Giselle se diverte com Barthilde, sem imaginar que ela é noiva de Albrecht. Giselle e Barthilde conversam sobre seus amores, mas nenhuma imagina que é o mesmo homem.
No mesmo dia, Hilarion entra escondido na casa de Loys para procurar algo para incriminá-lo, encontrando suas roupas de nobre e sua espada, assim conseguindo desmascará-lo.
Quando Hilarion conta para todos, Barthilde confirmou que Loys e seu noivo, todos de Alsácia ficaram pasmos. Diante do apogeu da decepção, Giselle endoideceu de tristeza e morreu de amor.

2ºATO

O corpo da moça foi enterrado na floresta, lar das Willis. São almas de jovens que amavam muito e morreram antes do casamento. Em busca de vingança, à meia-noite, materializam-se e fazem os homens passearem pela floresta e dançar até morrerem de cansaço, e elas desaparecem ao amanhecer.
Hilarion foi visitar o túmulo de Giselle, quando as Willis começaram a aparecer. Myrtha é a rainha das Willis e as convida para iniciar Giselle em seus ritos. Hilarion é perseguido e levado à morte. Albrecht aparece com lírios e Giselle surge para ele. As Willis surgem e Myrtha o condena a dançar até a morte, mas Giselle ainda o amava muito e o protege, com a ajuda da cruz de sua sepultura, defendendo a vida de seu amado até ao amanhecer, quando as Willis desaparecem.


Ballet Giselle
Foto: Erik Lourenço/Mundinho da Hanna
Curiosidades


1. O Liberato (escritor) Théopille Gaurtier obteve inspiração para produzir Giselle ao ler o livro “De l´Allemangne” de Heinrich Heine. Nele, tinha a lenda germânica dos espíritos das noivas morreram antes do casamento, seduziam seus noivos para a floresta e assim dançar até a morte.

2. Criado para a bailarina Carlotta Grisi, a primeira bailarina que o dançou, e fez um grande sucesso.

3. Jules Perot, marido de Carlotta Grisi, foi o coreografo. Contudo, houve algumas alterações por Jean Carolli.

4. Adolphe Adam, compositor da música de Giselle, compôs em apenas em três semanas.

5. Em 1849, o ballet Giselle foi exibido no Teatro João Caetano, por um casal de bailarinos italianos.


Ballet Giselle
Foto: Erik Lourenço/Mundinho da Hanna

Comentários


   Após a estreia de Giselle em 1849, no Teatro João Caetano, agora é a vez do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, em 2019, apresentá-la. O movimento artístico da época era o Romantismo.
Nesse espetáculo, você sente cada momento alegre e cada aflição de Giselle. Estas são características de peças do século XIX, onde geralmente os espectadores amam muito e ao fim sentem a tristeza do protagonista.
  Essa apresentação me surpreendeu muito, pois ao olhar para ao lado, tinha diversas pessoas chorando quando Giselle morreu de amor (literalmente), tanto mulheres quanto homens. Ficou claro a todos quem eram os personagens, pois havia harmonização entre a orquestra e o ballet.
   Com minha visão de mero espectador, o espetáculo foi perfeito. Parabéns a todos!
 A importância de ir ao teatro é sentir o sentimento que os artistas querem transmitir e ser surpreendido com cada movimento, além de poder observar aquilo que é estudado nas escolas e universidades, como: textos, movimentos, expressões faciais, música, harmonização, gestão administrativa do evento e a matemática em geral.
  Para ir ao teatro não é necessário se produzir como um evento de gala; basta uma calça jeans, uma blusa preta básica e um sapato. O Theatro Municipal do Rio de Janeiro oferece ingressos para o espetáculo “Giselle” com preços a partir de R$ 20,00.


Em cartaz de 14 de dezembro de 2019 a 22 de dezembro de 2019 (infelizmente acabou no último domingo 😭)

Duração: 2h30min.

Endereço: Praça Floriano S/N – Centro, Rio de Janeiro. Próximo ao metrô/VLT Cinelândia (saída A).



   Espero que tenham gostado! Qual foi a última vez que vocês foram ao teatro? Me contem aí! 😉





Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui