6 de novembro de 2021

Viúva cansada procura | Aimee Oliveira

    Olá meu povo, como estamos? Hoje tem mais um conto da antologia Era uma vez… vilãs, com a releitura dos contos de fadas pelo ângulo das vilãs dessa vez. Eu planejava ler na ordem, mas problemas de fato humano (eu esqueci de baixar mesmo, rsrs) me fizeram ler o quarto volume antes do terceiro.
    Então, com vocês o quarto volume da antologia, Viúva cansada procura, a releitura de Cinderela, escrita por Aimee Oliveira.
Viúva cansada procura | Aimee Oliveira
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna
61/24
Livro: Viúva cansada procura
Autora: Aimee Oliveira
Editora: Increasy 
Ano: 2021
Páginas: 63
Skoob | Amazon 
 
 

Você está convidado a conhecer Dona Judite, cuja história foi inspirada na personagem Madame Tremaine, a madrasta do clássico Cinderela. Madame Tremaine é quem tenta evitar que Cinderela vá ao baile e conheça o Príncipe Encantado. Este é o quarto conto da Antologia Era uma vez… vilãs, da Increasy Editora.
Judite Tremaine só quer um pouquinho de paz. E é justamente isso que ela não tem. Após a perda recente do seu segundo marido, a respeitável senhora se viu responsável por abrigar mais uma marmanja sem futuro. Como se criar Maria Fernanda e Maria Luiza não fosse um fardo pesado o bastante…
Botar juízo na cabeça das três jovens moçoilas parece ser uma tarefa mais difícil do que encontrar um bom marido que a sustente com dignidade e respeito. Aliás, que homem se envolveria com uma mulher de certa idade — ainda que estivesse com tudo em cima! — que vinha com três desocupadas de brindes?
Nenhunzinho da silva!
Justamente por isso ela precisa colocar a vida das filhas e da enteada nos trilhos antes de procurar sua própria felicidade. Ser uma mulher madura às vezes é tão difícil! Mas Judite está preparada para pelejar com unhas bem-feitas e dentes perfeitamente escovados por seu final feliz.

Viúva cansada procura | Aimee Oliveira

 

 
  Judite Tremaine ficou viúva há pouco tempo. Seu casamento foi bom e deixou como herança uma boa casa e uma família de mulheres quase unidas. Ela tenta ser uma boa mãe para suas filhas, Maria Fernanda e Maria Julia, e também para a enteada Cinthia.
A três são jovens, bonitas e inteligentes, mas parecem precisar de um empurrãozinho para tudo nessa vida, seja financeiramente, ou psicologicamente mesmo. A única que parece ter a cabeça mais no lugar é a Cinthia, mas ainda assim parece que ninguém anda para frente naquela casa, se não for por incentivo de Judite… que quer o melhor para as filhas, mas tem um outro motivo para ela querer ficar sozinha logo em casa: arranjar o terceiro marido! De preferência um que a sustente, como o anterior fazia.
Mas, enquanto suas filhas e enteada estiverem na barra de sua saia, isso vai ser bem difícil de conseguir… ou será que não? Só lendo para descobrir.
Eu tinha planos para ler a antologia na ordem certinha. Aliás, achei que tinha baixado o terceiro volume logo que lançou, mas por algum motivo, precisei baixar novamente.Como esse já estava no kindle, aproveitei para ler logo na madrugada, um hábito que está se tornando frequente… (rsrsrs)
Viúva cansada procura é a releitura do conto da Cinderela, pelo ângulo da madrasta. Judite é uma senhora de meia idade, mas que odeia pensar que está envelhecendo, ainda mais sendo viúva. Super vaidosa, está sempre com o skincare em dia, cuidando dos cabelos e unhas, pois afinal, o tempo dela está passando e logo ninguém mais vai querer uma velha como esposa…
E, para isso acontecer, ela precisa se livrar logo das filhas, pois quem ainda iria querer uma mulher mais velha, que sustenta três jovens em idade de trabalhar, mas que não tem um pingo de juízo?! Conhecendo mais ou menos o clássico original e as adaptações, eu encontrei uma Judite bem próxima dessas versões, aliás.
Super vaidosa, querendo sempre um marido que a sustente, para ela poder bancar a rainha. Mas, ao contrário do clássico, onde ela quer casar as filhas para ser sustentada por tabela, aqui eu vi uma Judite mais direta, que quer ser sustentada ela mesma, pelo próprio marido… o que conseguiu por duas vezes, enquanto eram vivos, pelo menos.
Além disso, apesar de saber o real motivo por trás da ânsia de Judite, confesso que gostei (ainda que com bastante ressalva) de como ela fala com as filhas. Isso porque ela não parece querer que as filhas sigam o mesmo caminho que ela, mas sejam realmente independentes, até a enteada, que parece ser mais chegada a ela, inclusive.
Porém, a forma como ela faz isso me incomoda bastante, já que lembrou alguns parentes chatos e relatos do que amigos meus passam em casa, por conta de algumas escolhas. Como vemos as coisas narradas pela própria Judite, ela nos passa a visão de que as filhas vieram ao mundo a passeio.
 
Viúva cansada procura | Aimee Oliveira
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna
 Mas, na real, eu acho é que ela é uma velha ranzinza, que vê problema em tudo que ela não consegue acompanhar, e bota defeito mesmo. Eu já conhecia a escrita da Aimee, por um outro conto da Femme Fatale, e sabia que seria uma leitura bem rápida e bastante fluida, até com toques de humor pelo meio do caminho.
Mas a Judite não desceu, simples assim. Eu gostei de como tudo se desenrolou, não esperava pelo final e a ideia do sapatinho foi fantástica, mas Judite não foi uma protagonista que gostei muito (rsrsrs). Acho que o fato de ela reclamar de tudo pesou um pouco contra ela, não sei… mas confesso que esperava um pouco mais do conto.
A diagramação está bem feita, amei a capa, que me lembrou bastante Dona Florinda do Chaves (olha eu entregando minha idade, rsrs).
   Além disso, a revisão está bem feita, como todos os outros contos da editora, com capítulos breves e bem fluidos. 
   Mas acho que criei muita expectativa com o o conto e me decepcionei um pouco. 
 
Já tinham lido esse conto? Me contem aí.

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Livros para ler no mês do orgulho LGBTQUIA+

Livros para Ler no Mês do Orgulho LGBTQUIA+

Olá meu povo, como estamos? O mês de junho […]

Booktag | 5,4,3,2,1

BOOKTAG | 5,4,3,2,1

Olá meu povo, como estamos? Hoje eu quero começar […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui