10 de janeiro de 2023

Metas Literárias para 2023

Olá meu povo, como estamos? Depois de um tempo de descanso  (estava mesmo precisando), estou de volta com as energias recarregadas. E, aproveitando esse momento de início de ano e motivações para o ano que começou, trago minhas metas literárias.

Metas Literárias para 2023
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 

Assim como nos últimos anos, pretendo manter o pé no chão e estabelecer planos fáceis de serem realizados. Isso porque são hábitos que eu já tinha, ou percebi que adquiri ao longo dos desse tempo.
Metas Literárias para 2023

 

1. Ler 60 livros

Sei que deve estar pensando: “mas Hanna, que ideia louca! Você acabou de falar que queria algo executável!”. Pois bem, de 2020 para cá, notei que minha média de leitura anual aumentou consideravelmente. O fato de ter ficado em casa durante a pandemia me permitiu ler mais, tanto os livros físicos e encalhados da estante, quanto os e-books (também encalhados no Kindle).
E, mesmo voltando para a minha rotina (ou parte dela, pois ainda não estou mentalmente saudável para isso), notei que mantive a média de 4-5 livros lidos por mês. Parte disso é por ter aprendido a equilibrar mais as leituras densas e leves, além de encontrar livros mais curtinhos no Kindle Unlimited.  Assim, pretendo manter essa quantidade de livros como meta, mesmo sabendo que consigo ultrapassar. Porém acho 60 um número mais redondo e fácil de alcançar até dezembro.
Para conseguir chegar nessa média, seguem outras metas:

2. Participar de mais leituras coletivas

Ano passado descobri vários clubes de leitura online, através dos quais conheci várias pessoas incríveis, além de livros que jamais passariam pelo meu radar. Porém, fiquei tão animada com a possibilidade, que entrei em uns três, mas mal dei atenção a eles, devido às leituras que queria fazer ao mesmo tempo e travei.
Para 2023, pretendo continuar em todos os grupos, mas de uma maneira mais leve e sem cobranças. Assim, vou eleger um grupo de leitura coletiva para participar. Assim leio com mais calma a escolha coletiva e as de minha TBR (a qual já terá um espaço reservado para as leituras coletivas).

3. Ler mais e-books

Isso parece óbvio, já que boa parte de minhas leituras são nesse formato. Mas desde que assinei o Kindle Unlimited eu percebi que quase não usei o serviço. O pouco que usei foi o suficiente para fazer grandes achados e de uma forma mais barata e ecológica, já que não precisei comprar o livro físico.
Além disso, não preciso ficar com ele depois, pois é um sistema de empréstimo de arquivos, evitando acúmulo no aparelho também (embora a Amazon prometa armazenar até 1.100 títulos no modelo que eu tenho). Como ando numa fase de mais desapego em relação a obras físicas (talvez até chame de minimalismo literário, se é que isso existe), pretendo fazer valer os R$19,90 que pago todo mês e usar mais o catálogo do KU.

4. Recorrer a sistemas de trocas e sebos online

Sim, estou numa fase de desapego e, também, muito feliz por estar mais controlada em relação a compras de livros. Já tem uns quatro anos, mais ou menos, desde que parei de comprar livros descontroladamente e me foi uma boa escolha.
Claro que ter novos moradores na estante é maravilhoso. E não pretendo deixar de ter esse prazer em minha vida. Mas comprar livros da forma como eu fazia só me deixou sem espaço na estante (que é pequena) e frustrada, por não ter tempo de ler nenhum deles.
O sistema de trocas do Skoob foi uma boa solução para driblar a falta de espaço que tinha aqui. Além disso, pude ter acesso a outros livros desejados há um bom tempo. Muitos até já foram lidos e viajaram para novas casas, fato que jamais imaginei que fosse possível.
Para 2023, pretendo manter as trocas. Já tenho até uma pilha de livros aqui esperando para serem disponibilizados para troca; caso queiram acompanhar as atualizações e também usem o sistema, basta acompanhar o meu perfil no Skoob.
Além disso, posso até comprar livros ao longo do ano. Mas além de recorrer a livrarias atrás de livros novos, quero colocar em prática usar os sebos também. Infelizmente na minha cidade não tem, mas conheço alguns online que parecem valer a pena o teste.

5. Desencalhar, ao menos, 12 livros da estante

O projeto 12 Livros para 20xx tem dado muito resultado, desde que foi implementado aqui no Mundinho. Em parceria com as meninas do MãeLiteratura e Pacote Literário, descobrimos verdadeiros tesouros há muito esquecidos nas prateleiras.
Esse ano, o projeto se mantém, porém em um formato diferente. Em vez de apresentar uma lista a ser seguida de forma ordenada e sem alterações, resolvi entrar em um formato proposto pela Ana do Morcegos Literários. Os livros foram previamente escolhidos, embalados e numerados de 1 a 12. Todo começo de mês ela irá sortear um número e todos os participantes irão ler o livro correspondente. Assim, mesmo já sendo escolhido meses antes, ainda teremos a surpresa de saber quem é o sortudo da vez.
Metas Literárias para 2023
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Embora não esteja participando do mesmo grupo que eu, a Karlinha do Pacote Literário vai fazer um sistema parecido de sorteio e se manterá em parceria por aqui em 2023. Então, quando eu postar a resenha de um livro participante do 12 Livros, ela será também mencionada no post.
Além disso, para esse ano, optamos por não ter mais a data fixa do dia 12. Eu tenho problemas sérios com datas fixas, por me lembrar obrigações. E ler tem que ser um ato prazeroso, mesmo quando estamos em um desafio. Dessa forma, os livros serão lidos e resenhados até o fim de cada mês, para ser mais leve e divertido.

6. Conhecer mais livros fora dos EUA X Reino Unido

Mais uma meta que está sempre presente por aqui, porém difícil de ser cumprida (rsrsrs). Isso porque meu olho já está tão acostumado com algumas tramas, que leio sem prestar atenção na nacionalidade. Quando vejo, já estou dentro da bolha novamente. O que não é ruim, mas perco a chance de conhecer outros livros tão bons quanto, vindo de outros países.
Para sair um pouco disso, entrei em um desafio mediado pelo Leitor Oculto, que se chama Livros ao redor do mundo. Inclusive, para esse mês, já foi proposto um livro vindo da Espanha, um país que há muito tempo não entrava em minhas TBR’s.
Essas foram minhas metas para 2023. O que acharam delas? Tem alguma em comum comigo, ou não curtem criar metas para o ano? Me contem aí!
Aproveitando, espero que todos tenhamos um ano muito abençoado, repleto de boas leituras e realizações em todos as áreas da vida.

 

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

TBR do mês

TBR de Setembro | 2023

  Olá meu povo, como estamos? Mais um mês […]

TBR de Agosto | 2023

Olá meu povo, como estamos? Hoje estamos começando mais […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Comments

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui