15 de dezembro de 2018

Amantes das séries: El ministério del tiempo

    Olá meu povo, como estamos? Hoje vou falar sobre a série que me conquistou: El ministerio del tiempo. Ela é uma série espanhola, com três temporadas disponíveis e episódios que contam de tudo um pouco.

El ministerio del tiempo
Foto: Divulgação

El ministerio del tiempo

   

O Ministério do Tempo é o segredo mais precioso do estado espanhol. Essa instituição governamental secreta de viagens no tempo permite que pessoas de diferentes épocas possam se encontrar. Mas para evitar que alguém utilize as portas que viajam no tempo para seu benefício próprio, um grupo de patrulheiros são contratados para vigiar o local. Entre eles, estão o soldado do século XVI Alonso de Entrerríos (Nacho Fresneda), a estudante do século XIX Amelia Folch (Aura Garrido) e o paramédico Julián Martínez (Rodolfo Sancho), do século XXI.

    Já pensou se o governo de seu país, com tantos ministérios para tomar conta, ainda tivesse um secreto? E mais, se esse ministério secreto fosse o Ministério do Tempo? Isso mesmo, você leu certo, “do tempo”. Mas não é um ministério te ensinando a usar suas 24h diárias, é um ministério que esconde um dos maiores segredos da Espanha: portas que podem levar a diferentes tempos.
    A Espanha descobriu que havia portas misteriosas, capazes de levar aos mais diferentes séculos, ainda durante o governo da Rainha Isabel. Desde então, o ministério existe, protegendo o país e sua História…
    Mas como esse ministério funciona? Bom, ele tem um prédio em comum, onde todas as portas descobertas até então estão alocadas, indo cada vez mais fundo no subsolo, através de escadas quilométricas. E no andar um pouco acima disso funciona um verdadeiro escritório, liderado por pessoas de diferentes tempos.
   Já pensou em como seria trabalhar com um dos grandes pintores espanhóis do século XV, cujos quadros hoje em dia vale milhões? Ou mesmo com um padre da Inquisição que atuou durante a caça às bruxas?

El ministerio del tiempo
Foto: Divulgação

    Pois é, o Ministerio del Tiempo funciona assim. Agentes de diferentes épocas são contratados pelo ministério e trabalham protegendo a História da Espanha. Mas você pensa que eles viajam no tempo indo para o futuro? Bom, depende de quão futuro está falando… Se for alguém do século XV ou XIX chegando em 2016, é uma viagem ao futuro… mas além do século XXI, não há portas… o que é algo bem curioso e esperto da produção espanhola, diga-se de passagem (rsrsrs).
    Os agentes trabalham sempre em trio e nosso principal é bem misto. A líder é Amelia Folch, a primeira mulher universitária da Espanha (vinda de 1891). Com ela, temos um soldado do século XVI, Alonso de Entrerríos e um paramédico de 2015, Julían Martínez. Esse trio super diferente viaja em diferentes séculos, conhecendo grandes figuras de nossa História, principalmente espanhóis, protegendo e garantindo que fatos históricos aconteçam do jeito como conhecemos nos nossos livros.
   Essa missão tem que ser secreta, afinal tem países, como os Estados Unidos, que sabem das viagens no tempo e querem competir. Seja mudando a História a favor deles, ou mesmo podendo usar como arma de guerra, trazendo os soldados e capitães mais tenebrosos que se teve notícia para lutar na atualidade.
   Parece complicado? Na realidade a grande sacada deles é que, se as viagens no tempo fossem reais, com certeza não seriam como nos filmes e livros sci-fi, onde é apenas um cientista apaixonado que tem uma máquina do tempo. Poderia sim, ser algo usado pelo governo. No caso, eles querem garantir que a História não mude, por isso o segredo todo.

El ministerio del tiempo
Foto: Divulgação

   Mas o que você faria se tivesse a chance de entrar por uma dessas portas e encontrar com um ícone do passado? Contaria para ele que ele seria famoso no futuro? Ajudaria ele? E o que isso teria de consequência no presente? E se todo governo tivesse acesso a essas portas? O que não teríamos de reviravolta nos livros de História, por guerras que aconteceram a mais, ou cujos vencedores mudaram?
    E o mais legal é que foge um pouco daquele clássico cientista norte-americano que inventa algo e que o mundo só quer ir para lá, pois só nos Estados Unidos tudo acontece. Aqui eles mostram que pode muito bem ser algo em outro país outrora grande e poderoso, hoje nem tanto, mas mesmo assim guarda segredos antigos.
    A série tem três temporadas, disponíveis no Netflix. São episódios independentes, porém é bom ver do começo, para entender certos detalhes. E, caso queira maratonar, tenha cuidado, pois são episódios compridos, de cerca de 1h30min. Eu só vejo dois episódios por vez, pois dá quase um filme cada um…

El ministerio del tiempo
Foto: Divulgação

   Mas nem por isso desanima. A série é tão legal que você não sente o tempo passar. A produção não é espetacular e os efeitos não são tão grandiosos… acho que a ideia da porta saiu mais barata do que luzes de uma máquina high-tech, mas a história é bem amarradinha e super recomendo.
    Outra coisa que percebi, é que a Espanha tem uma literatura vasta, grandes ícones das artes e ciência, porém a gente nunca se lembra de olhar para o país nesse quesito. Uma outra grande sacada da produção é mostrar que a Espanha tem sim, grandes nomes que entraram para a História, e que às vezes nem os espanhóis mesmo conhecem. Então acaba sendo, literalmente, uma aula de História.
   Eu achei super legal e, se ainda não assistiu essa série, dê ao menos uma chance. Pois vale muito a pena e garanto que vai gostar. 😉 
    Ah, deixo com vocês a abertura da série, que é bem criativa, para ficar aquele gostinho de curiosidade…

   

Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui