6 de novembro de 2018

Diário de Viagem: Porto Alegre II

Olá meu povo, como estamos? Continuando nossa pequena série do quadro Diário de Viagem, hoje falarei de mais dois pontos que consegui conhecer durante a semana que passei em Porto Alegre: o Jardim Botânico e a Casa de Cultura Mário Quintana.

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico e Casa de Cultura Mário Quintana

Consegui tirar um dia de folga durante a semana que passei trabalhando em POA, e aproveitei para visitar o Jardim Botânico da cidade. Ele fica no bairro homônimo e bem pertinho da PUCRS. O local é coordenado pela Fundação ZooBotânica/RS e é um espaço imenso e muito calmo. Fui num dia de semana e ensolarado (que é tão quente quanto o Rio de Janeiro, diga-se de passagem), então deu para percorrer bem os caminhos.

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 

O jardim é dividido em zonas, onde temos vegetação de Mata Atlântica, Amazônica e até estrangeiras. O clima lá dentro é bem fresco, por conta das árvores enormes fazendo sombra, fora os cenários para fotos, que são incríveis.
Quem quer mais informações, tem um centro de visitantes, onde podemos ter informações sobre horários de funcionamento de locais específicos, como o orquidário e vendas de mudas. É também possível visitar zonas de compostagem, o que nos dá uma bela aula de reciclagem e ainda plantação de ervas medicinais, dando um jardim lindo e bem colorido.

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Além do jardim em si, há um museu de ciências naturais, onde temos acesso a algumas das pesquisas da Fundação Zoo/Botânica, com relação a organismos atuais e fósseis, numa pequena e acolhedora exposição. Há lá também no museu uma breve exposição de fotos, com as aves do Rio Grande do Sul, uma mais linda que a outra. Nem preciso dizer que fiquei encantada com os cenários e com o museu, né?

Quem quiser visitar o Jardim Botânico, ele funciona de terça à domingo, das 8h às 18h, com entrada a R$6,00. E anda tem agendamento para visitas escolares e de grupos. Para mais informações sobre valores especiais de entrada e regras para andar lá dentro, basta ver o site deles, que está bem organizadinho.

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Jardim Botânico
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

E, caso queiram visitar o jardim como mostrei a vocês, aconselho que vão logo. Já tem um tempo que soube do fechamento da Fundação Zoo/Botânica. Em nome da crise, muitas fundações estão sendo fechadas e, consequentemente, toda sua pesquisa extinta.

Como a fundação tomava conta do Jardim botânico, ele corre o risco de ser desmatado e ser reduzido a apenas um pequeno parque, gerenciado pelo governo do Estado. Ainda está em trâmites de fechamento e enquanto isso a Fundação sobrevive. Mas é uma triste notícia, tanto para amantes da natureza, quanto para pesquisadores. O que vemos hoje funcionando lá, é porque ainda está em discussão no Judiciário. não sei por mais quanto tempo ele vai funcionar como um jardim, logo um dos cinco maiores do país…

 

A minha segunda parada do dia foi na Casa de Cultura Mário Quintana, que fica mais para o centro de POA. Falei dela rapidamente no nosso instagram, e é na verdade o antigo prédio onde funcionava um dos hotéis mais antigos da cidade.

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

De acordo com o site deles:

 

Casa de Cultura Mario Quintana é uma instituição ligada à Secretaria de Estado da Cultura/Governo do Estado do Rio Grande do Sul.A história da Casa de Cultura Mario Quintana tem início em julho de 1980, com a compra do antigo prédio do Hotel Majestic, pelo Banrisul. Em 29 de dezembro de 1982, o governo do Estado adquiriu o Majestic do Banrisul e, um ano mais tarde, o prédio foi arrolado como patrimônio histórico, tendo início, a partir de então, sua transformação em Casa de Cultura. Por meio da Lei estadual nº 7.803 de 8 de julho de 1983, recebeu a denominação de Mario Quintana, passando a fazer parte da então Subsecretaria de Cultura do EstadoA obra de transformação física do Hotel em Casa de Cultura, entre elaboração do projeto e construção, desenvolveu-se de 1987 a 1990. O projeto arquitetônico foi assinado pelos arquitetos Flávio Kiefer e Joel Gorski, os quais tiveram o desafio de planejar 12.000 m2 de área construída para a área cultural, em 1.540m2 de terreno. Em 25 de setembro de 1990 a casa foi finalmente aberta.Os espaços da Casa de Cultura Mario Quintana estão voltados para o cinema, a música, as artes visuais, a dança, o teatro, a literatura, a realização de oficinas e eventos ligados à cultura. Eles homenageiam grandes nomes da cultura do Estado do Rio Grande do Sul.

   
No dia que eu fui não tinha muitas exposições, a não ser as permanentes, que são o quarto de Mário Quintana, organizado do jeito que ele gostava, e mais um quarto dedicado a Elis Regina e sua discografia. 
 
 
Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

 

Elis Regina
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Elis Regina
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Elis Regina
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna
   
Como era um hotel bem majestoso, literalmente, ele era enorme e o prédio todo é tomado por pequenas exposições fotográficas e de arte, além de uma vista linda. No último andar, temos o Jardim Lutzemberguer, que é todo feito com material reciclável, inclusive os lugares onde nos sentamos. Uma pequena amostra da natureza no meio da zona urbana.
     
Para quem curte tirar fotos “profissa”, lá é um espaço dedicado a isso. No dia que fui tinha umas duas sessões no local, que tem vistas incríveis para fotos de tirar o fôlego. A entrada lá é gratuita, e a casa de cultura funciona de a semana toda: de terça à sexta das 9h às 21h e nos fins de semana e feriado de 12h às 21h. Além das exposições, temos uma lojinha de lembranças para turistas e um café. Para quem quiser ficar de olho na programação deles, basta acessar o site, com a agenda completa.  
 
 
Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna

 

Casa de Cultura Mário Quintana
Foto: Hanna de Paiva | Mundinho da Hanna
 
E aí, já tinham ido nesses dois lugares de Porto Alegre? Me contem aí!
Postado por:

Hanna de Paiva

Gostou? Leia esses outros:

Momentos de Abril

Memórias do Mês | Abril

Olá meu povo, como estamos? O mês de abril […]

Memórias do Mês | Março

Olá meu povo, como estamos? As novidades só vão […]

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Classificação de resenhas

Péssimo
Ruim
Regular
Bom
Ótimo

anuncie aqui